Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Algumas Bolsonarices

Ele é um presidente muito esquisito

Por Maria Helena RR de Sousa Atualizado em 30 jul 2020, 19h34 - Publicado em 12 jul 2019, 11h00

1 – O capitão não se manifestou sobre a imensa perda que o Brasil sofreu na semana passada. A imprensa internacional, autoridades de muitos países, enviaram abraços para o nosso povo, numa delicada tentativa de nos consolar pelo falecimento do criador genial, João Gilberto… Já Bolsonaro, nem um pio espontâneo, apenas uma resposta infeliz quando perguntado sobre a notícia!

2 – Ele é um presidente muito esquisito. Até agora, seis meses depois da posse, só se manifestou com entusiasmo sobre aquilo que não devia. Por exemplo: a flexibilização do porte de armas, a pior coisa que podia acontecer num país onde o analfabetismo e a ignorância imperam.

Temos tido manhãs cada vez mais dramáticas, pois assim são algumas das manchetes dos jornais: “Pai mata filho após disparo de espingarda no MS”; “Um homem matou o pai acidentalmente com um tiro de espingarda em Porto Acre, zona rural de Rio Branco (AC)”; “Um bebê morreu, alvejado pelo próprio pai em Luziânia, no entorno do DF”.

E Bolsonaro ainda sonha em armar mais o nosso povo?

3 – Tantas fez o capitão que conseguiu que a maioria dos médicos cubanos deixassem o Brasil. Mas não tomou, até agora, nenhuma atitude para preencher as vagas que deixaram milhões de brasileiros sem assistência médica. No entanto, hoje já ouvi dizer que se arrependeu… Tomara!

4 – Ele fala em nomear, quando acontecerem as vagas, um ministro “terrivelmente evangélico”, para o STF. Já é um grande absurdo juntar “terrivelmente” a uma “religião”, mas esquecer que nosso país é laico e que por isso não deve e não pode dar mais força a uma religião acima de qualquer outra, é um desaforo sem igual!

5 – Ao admitir que o trabalho infantil enobrece pois o trabalho sempre enobrece e dar como exemplo ele mesmo, impressiona. Quando a criança vai à escola, brinca, come e dorme bem, ajudar os pais, isso pode formar um cidadão mais forte. Mas não é isso que chamamos de trabalho infantil. Esse, um horror, deixa marcas que não são positivas e que estão longe de enobrecer…

Continua após a publicidade

6 – Saúde, Educação e Cultura, Segurança, disso somos carentes. Não sei se isso preocupa o capitão. Mas a impressão que dá é que essas áreas são o menor de seus problemas.

7 – E qual seria o maior de seus problemas? Agradar aos três filhotes, os garotos que ele mima o mais que pode. Tenho a impressão, impressão, vejam bem, que o capitão se sente muito devedor dos filhos e que procura, por todo jeito, manter o afeto e a união com eles. Mas será preciso desmoralizar o Brasil para agradar aos meninos?

Eduardo Bolsonaro embaixador do Brasil nos States, foi a grande novidade de ontem. O Senado, alguém duvida?, aprovará a nomeação. Afinal, Eduardo fala inglês e é amigo dos garotos Trump. Precisa mais?

Trump e Bolsonaro, almas gêmeas, com mentes e corações batendo no mesmo ritmo. O agrément será dado sem problemas. O Brasil finalmente oficializado como anexo dos States. Será fantástico ver Bolsonaro ombro a ombro com o grande Trump. Os dois contra o mundo! Na tristeza ou na alegria, como reza um bom casamento.

Brasil, um país terrivelmente engraçado…

 

 

Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa é professora e tradutora, escreve semanalmente para o Blog do Noblat desde agosto de 2005.  

Continua após a publicidade
Publicidade