Clique e assine com até 92% de desconto
Modo Avião Por Tatiana Cunha As dicas certeiras de turismo e os lugares incríveis do planeta para você planejar sua próxima viagem

7 oásis para se refugiar em grandes metrópoles

É como se a gente tivesse entrado em um mundo paralelo. O barulho dos carros, das buzinas, a agitação que faz parte de toda cidade grande desaparece, como num passe de mágica, e a gente começa a escutar outros barulhos. O cantos dos pássaros, cachorros latindo, crianças brincando. Esta é a sensação ao entrar pelos […]

Por Tatiana Cunha Atualizado em 30 jul 2020, 21h17 - Publicado em 21 nov 2016, 16h56

central-park

É como se a gente tivesse entrado em um mundo paralelo. O barulho dos carros, das buzinas, a agitação que faz parte de toda cidade grande desaparece, como num passe de mágica, e a gente começa a escutar outros barulhos. O cantos dos pássaros, cachorros latindo, crianças brincando.

Esta é a sensação ao entrar pelos portões de alguns dos parques urbanos mais legais do mundo. Seja em São Paulo, Tóquio ou Paris, o contraste entre a balbúrdia das cidades e o verde e a calma destes refúgios é revigorante.

Seja para os moradores ou mesmo para quem está simplesmente de passagem, os parques encravados em grandes centros urbanos são a alternativa perfeita para se ter contato com a natureza e respirar um pouco de ar puro.

Eu, como amo verde e adoro conhecer parques novos, sempre tento incluí-los nas minhas viagens. Seja para descansar um pouco entre uma atração turística e outra, para fazer um picnic ou simplesmente para olhar as pessoas indo e vindo (uma das coisas que eu mais adoro fazer quando viajo), sempre dou uma paradinha para recarregar as baterias.

Selecionei sete dos meus favoritos pelo mundo, mas deixei outros tantos de fora. Qual é o seu parque urbano favorito? Ou aquela pracinha escondida que pouca gente conhece mas que é perfeita para desestressar?

 

1. High Line

Nova York, EUA

High Line in New York

Sim, quando a gente pensa em parque em Nova York imediatamente pensa no Central Park, que eu amo, aliás. Mas desde 2009 a cidade conta com um outro parque muito legal, o High Line. Ele foi construído numa antiga linha férrea elevada, inspirado na Promenade Plantée, de Paris, e tem mais de 2,3 km de extensão. São quilômetros de jardins suspensos cheios de cadeiras, espreguiçadeiras e obras de arte que cruzam Nova York. O parque também serve de cenário para espetáculos e festas, dependendo da época do ano. É um passeio imperdível.

Site: http://www.thehighline.org/visit

 

2. Lumphini Park

Bangkok, Tailândia

Bangkok's skyline with Lumpini Park, Bangkok Thailand

Bangkok pode ser um pouco sufocante e agitada demais. O calor quase insuportável, os tuk-tuks correndo de um lado para o outro, milhares de pessoas pelas ruas. Mas bem no centro da cidade é possível encontrar um esconderijo de toda essa agitação, no Lumphini Park. Dois lagos ajudam a trazer tranquilidade para o parque e é possível alugar pedalinhos ou alimentar as tartarugas no local. No período sem chuvas, de novembro a fevereiro, há shows de graça todos os domingos, a partir das 17h. O parque de 58 hectares foi originalmente construído para o Rei Rama VI e remodelado para abrigar a Expo de 1920, que acabou não acontecendo por conta de sua morte.

 

3. Hyde Park

Londres, Inglaterra

Sydney Tower Views - Hyde Park North at night.

Falta de parques não é um problema para Londres. Pelo contrário, a cidade tem vários lugares bacanas (o problema é o tempo estar bom para aproveitá-los…). Só os parques reais são oito. E o Hyde Park é o meu favorito entre eles. São 350 acres de muito verde e cantinhos bacanas para se visitar. Entre os mais famosos estão a estátua de Aquiles, feita com 33 toneladas de bronze e que mede 5,5 metros, a fonte em homenagem a Diana, o Speakers’ Corner, onde qualquer um pode dar suas opiniões e ideias, e a Serpetine Gallery.

Site: https://www.royalparks.org.uk/parks/hyde-park

 

4. Rikugien Gardens

Tóquio, Japão

Continua após a publicidade

Rikugien is often considered Tokyo's most beautiful Japanese landscape garden. Built around 1700 for the 5th Tokugawa Shogun. Rikugien literally means "six poems garden”.

IMG_3324_1024Quando a gente pensa em Tóquio logo pensa em luzes de neon, muita gente, agitação. Sim, Tóquio é isso, mas é também muito mais. A cidade tem vários parques de todos os tamanhos, espalhados por lugares quase improváveis, onde a gente entra em uma outra dimensão, tamanha a paz que se encontra. Um dos meus favoritos por lá é o Rikugien Gardens, no bairro de Bunkyo. Você desce na estação de metrô e por um tempo duvida que é possível encontrar um oásis nas redondezas. Mas é só andar um pouco e você está neste parque delicioso e super tranquilo. Há tartarugas nos lagos, carpas, patos e ponte típicas do Japão. O contraste com os prédios modernos ao fundo lembra até um cenário.

 

5. Englische Garten

Munique, Alemanha

Munich , Englischer Garten on a summer day

Um dos maiores parques urbanos do mundo e aberto 24 horas por dia, o English Garden é um verdadeiro oásis em Munique. Tá certo que a cidade não é tão frenética e caótica como Nova York ou Tóquio, mas um espaço verde para relaxar, tomar sol ou fazer atividades físicas é sempre bem-vindo. O parque tem uma área para nudistas e uma casa de chás que foi presenteada por uma escola de Kyoto, no Japão. E, como não podia ser diferente, já que estamos falando em Alemanha, há um gigantesco Beer Garden com 7 mil lugares para quem quiser tomar uma cerveja.

Site: http://www.muenchen.de

 

6. Jardim de Luxemburgo

Paris, França

Luxembourg Palace with flowers

IMG_2227_1024Paris é outra cidade que não sofre com a falta de áreas verdes e parques. Bois de Boulogne, Vincennes, Tuilleries… Mas meu favorito é o Jardim de Luxemburgo. Encravado entre Saint-Germain-des-Prés e o Quartier Latin, ele foi inspirado nos Jardim de Boboli, em Florença, na Itália. São 25 hectares de verde, divididos em dois jardins: o inglês e o francês. Há fontes, um lago, um pomar, um apiário, estufas de orquídeas e rosas, quadras…

Eu adoro chegar lá no meio da manhã, pegar uma daquelas cadeiras verdes que são a cara de Paris, e ficar por lá observando as pessoas até cansar. Às vezes passo em algum lugar antes e compro comidinhas gostosas e por lá fico, horas e horas, sem fazer nada. É certamente meu oásis em Paris.

Site: http://en.parisinfo.com

 

7. Ibirapuera

São Paulo, Brasil

Sao Paulo city from Ibirapuera Park, Brazil

De todos os parques que falei, este pra mim talvez seja o que mais representa um oásis dentro de uma metrópole. É incrível o poder que o Ibirapuera tem de nos tirar da loucura que São Paulo é e nos transportar para outro universo. Inaugurado em 1954 para comemorar os 400 anos da cidade, é um espaço democrático onde é possível fazer de tudo: esportes, picnic, caminhadas, instalar redes para cochilar, entre outras atividades. Projetado por Oscar Niemeyer, ele abriga diversas construções importantes, como a Bienal, a Oca, o Planetário, entre outros. É parada obrigatória quando tenho amigos estrangeiros na cidade, como aconteceu na semana passada. Eles sempre se encantam pelo Ibirapuera e eu aproveito para curtir o que a cidade tem de melhor.

Site: http://www.prefeitura.sp.gov.brFullSizeRender

 

 

 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade