Clique e assine com até 92% de desconto
Me Engana que Eu Posto Por Coluna A verdade por trás de manchetes falsas que se espalham pela internet. Editado por João Pedroso de Campos.

Manuela D’Ávila não publicou que aborto evita ‘criar filho de vagabundo’

Montagem que circula nas redes sociais atribui postagem à pré-candidata do PCdoB à Presidência e inclui 'resposta' de Jair Bolsonaro

Por João Pedroso de Campos Atualizado em 9 Maio 2018, 15h27 - Publicado em 9 Maio 2018, 15h21

Pré-candidata do PCdoB à Presidência da República, a deputada estadual do Rio Grande do Sul Manuela D’Ávila é alvo de um boato que circula nas redes sociais desde a última segunda-feira (7).

A lorota consiste em uma montagem que atribui a Manuela uma postagem no Facebook, que diz “ABORTAR é a única saída pra não criar filho de VAGABUNDO sozinha”. A imagem ainda inclui um falso comentário do deputado federal e também pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL-RJ): “não dar pra vagabundo é outra saída. Grande abraço!”.

Reprodução/Reprodução

Não seria nem mesmo necessário ir até a página de Manuela D’Ávila no Facebook para constatar que ela não fez a tal postagem sobre o aborto no dia 6 de maio e, portanto, não foi respondida por Bolsonaro. A própria imagem entrega que se trata de uma publicação falsa.

Uma das marcas colocadas na montagem é “STF – Super Tweet Fictício”, que dispensa maiores explicações, e a outra é um símbolo em que se lê “CBM” e “Cunhamiguxos”. Trata-se da página Corrupção Brasileira Memes, que tem o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB-RJ) como ícone e costuma publicar piadas e notícias falsas sobre o meio político brasileiro — e muitas vezes é levada a sério.

Aos incautos que acreditaram na história mesmo com todos os indicativos de que se trata de algo falso, a própria comunista publicou um desmentido em seu perfil no Facebook, com a legenda “O nível da loucura dos criadores de fake news…”.

 

Agora você também pode colaborar com o Me Engana que Eu Posto no combate às notícias mentirosas da internet. Recebeu alguma informação que suspeita – ou tem certeza – ser falsa? Envie para o blog via WhatsApp, no número (11) 9 9967-9374.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade