Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Me Engana que Eu Posto Por Coluna A verdade por trás de manchetes falsas que se espalham pela internet. Editado por João Pedroso de Campos.

Jair Bolsonaro não usou ponto eletrônico no debate da Rede TV!

Montagem veiculada em canal no YouTube é uma sátira. Responsável pela publicação incluiu nela um alerta de que se trata de uma brincadeira

Por Da Redação - 22 ago 2018, 17h20

Um vídeo que mostra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) recebendo mensagens por um ponto eletrônico durante o debate realizado na sexta-feira, 17, na RedeTV!, é uma montagem satírica. Aproveitando-se da fala lenta do candidato enquanto respondia a uma pergunta sobre orçamento público, uma voz foi inserida na gravação, sugerindo que seria um áudio vazado de um suposto ponto eletrônico.

O projeto Comprova, criado para combater notícias falsas na eleição presidencial, entrou em contato com a emissora paulistana e com a assessoria de imprensa de Jair Bolsonaro. A Rede TV! afirmou que não tem relação com nenhum dos vídeos que foram compartilhados nem os autorizou. Também disse que nenhum candidato utilizou ponto eletrônico durante o debate. A assessoria de Bolsonaro limitou-se a dizer que isso se tratava de algo “fake”.

O registro mais antigo de publicação do vídeo encontrado pelo Comprova é do canal humorístico do YouTube Subtosco, do dia 18 de agosto, às 15h50. A gravação foi compartilhada em redes como o Facebook, Twitter e WhatsApp, sem deixar claro que se tratava de uma montagem e podendo dar a entender que o áudio vazado era real.

O canal acabou acrescentando o alerta “Atenção!!!! Esse video é um BRINCADEIRA, UM MEME!” à descrição do vídeo. A página Subtosco também já compartilhou montagens envolvendo outros candidatos.

Publicidade

O vídeo teve mais de 500.000 visualizações em quatro dias somente em um perfil pessoal no Facebook e foi compartilhado 2.500 vezes na página Meu Professor de História, também no Facebook, até a manhã desta quarta-feira, 22.

Projeto Comprova/Reprodução

A checagem de fatos publicada acima foi feita dentro do projeto Comprova, lançado para combater notícias falsas nas eleições, e envolveu jornalistas de O Povo e Nexo. VEJA e outros oito veículos que integram a iniciativa concordaram com o processo e a conclusão da apuração: UOL, Jornal do Commercio, SBT, Correio do Povo, Folha de S. Paulo, Gazeta do Povo, Rádio Bandeirantes e Poder360. O Comprova é composto por 24 veículos de comunicação brasileiros. 

O leitor pode sugerir ao projeto boatos e notícias falsas a serem desmentidos, por meio do WhatsApp, no número (11) 97795-0022. O Me Engana que Eu Posto também recebe sugestões pelo aplicativo de mensagens, no número (11) 9 9967-9374.

Publicidade