Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Me Engana que Eu Posto Por Coluna A verdade por trás de manchetes falsas que se espalham pela internet. Editado por João Pedroso de Campos.

Interpol apreendeu bilhões de dólares enviados pelo PT a Cuba?

Ilustrada por vídeo que mostra caixas com logotipo da Cruz Vermelha, notícia falsa tem se espalhado no WhatsApp nos últimos dias

Por João Pedroso de Campos Atualizado em 16 jan 2018, 21h49 - Publicado em 16 jan 2018, 21h47

Um boato espalhado no WhatsApp e nas redes sociais nos últimos dias afirma que “a casa do PT vai cair”. A mensagem, no entanto, não trata de algum novo desdobramento da Operação Lava Jato ou do julgamento do ex-presidente Lula em segunda instância, marcado para quarta-feira da próxima semana.

A lorota garante que a Interpol apreendeu uma “carga bilionária de dólares enviadas pelo PT para Cuba” em “caixas disfarçadas com logotipo da Cruz Vermelha”. O texto é acompanhado por um vídeo (veja frames acima), que mostra, de fato, caixas de metal recheadas de dólares, nas quais se veem logotipos da Cruz Vermelha.

Reprodução/Reprodução

As imagens não mostram dinheiro do PT apreendido pela Interpol a caminho de Cuba. Para começo de conversa, se isso tivesse mesmo ocorrido, não faltariam reportagens em veículos de comunicação profissional sobre o assunto. Não há nada publicado.

Além disso, é possível ver no vídeo que, na tampa de uma das caixas, há uma folha escrita em árabe. Quem não entende a língua compreende apenas os números: “2011-07-15”.

Reprodução/Reprodução

Uma busca na internet sobre notícias em veículos de imprensa estrangeiros com as palavras-chave “ICRC” (sigla do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, em inglês), “cash” (dinheiro) e “boxes” (caixas) leva a reportagens que citam um relatório submetido ao Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

No documento (leia a íntegra), endereçado ao Conselho em 1º de junho de 2017, um grupo de seis especialistas em Líbia ligado à ONU trata, entre outros temas, do desaparecimento de milhões de dólares em dinheiro vivo do país depois da morte do ditador Muamar Kadafi, em 2011.

Continua após a publicidade

Informações atribuídas a fontes anônimas no relatório dão conta de que parte do dinheiro em espécie retirado da Líbia foi mantida em Accra, capital de Gana. “Em até fevereiro de 2016, eles [os recursos] foram supostamente armazenados em caixas com um logotipo do ICRC [Cruz Vermelha] nas instalações de uma ‘organização internacional dos direitos humanos’, o Comitê Internacional para a Proteção dos Direitos Humanos”, afirma o relatório, ilustrado com a foto abaixo.

Como é possível ver, trata-se da mesma caixa filmada e atribuída ao PT, com os mesmos escritos em árabe na tampa: 

Reprodução/Reprodução

As informações do relatório e a imagem são mais do que suficientes para eliminar a fictícia ligação entre o PT e o dinheiro. O documento, além disso, afirma que um líbio chamado Mohamed Saleh al-Mahmoudi seria o responsável pelos dólares armazenados nas caixas encontradas em Gana.

Quando o vídeo circulou no exterior, aliás, a Cruz Vermelha Britânica se manifestou por meio do Twitter e esclareceu que uma logomarca falsa da entidade tem sido usada para “fins de transporte de fundos”. “O Comitê Internacional da Cruz Vermelha não teve nada a ver com as transações alegadas neste vídeo. Condenamos esse mau uso flagrante e perigoso do nosso emblema”, diz a Cruz Vermelha (veja abaixo):

Reprodução/Reprodução

 

Agora você também pode colaborar com o Me Engana Que eu Posto no combate às notícias mentirosas da internet. Recebeu alguma informação que suspeita – ou tem certeza – ser falsa? Envie para o blog via WhatsApp, no número (11) 9 9967-9374.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade