Clique e assine com até 92% de desconto
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Como será a posse de Fux e de Rosa no STF

Número reduzido de familiares e autoridades na cerimônia, que não terá pela primeira vez alguns lances, como a tradicional foto da composição dos ministros

Por Matheus Leitão Atualizado em 4 set 2020, 10h23 - Publicado em 1 set 2020, 12h36

A posse do ministro Luiz Fux no cargo de presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), e da ministra Rosa Weber, no posto de vice, no próximo dia 10 de setembro, terá somente a presença dos próprios ministros da corte, do presidente da República, Jair Bolsonaro, dos chefes das casas legislativas, Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia, além do procurador-geral da República, Augusto Aras, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz.

Um número reduzido de familiares de Fux e da Rosa estarão presentes no evento, embora tenham sido realizados 4 mil convites para assistir à cerimônia virtual. Mesmo com a presença de poucas pessoas, começará às 16h com previsão de duas horas de duração. Não haverá cumprimentos, nem recepção, ou mesmo festa após a cerimônia. 

  • Pela primeira vez na história, não terá a tradicional foto da composição dos ministros. Já o Hino Nacional será executado presencialmente por um artista e um músico. Não haverá também o tradicional toldo na entrada do STF, pois não será permitida fila.

    Todos que forem trabalhar no evento e esses poucos convidados terão a temperatura aferida. Os cuidados para a posse ainda preveem UTI Móvel e plantão médico. A TV e Rádio Justiça farão a transmissão ao vivo da solenidade. Como será a primeira posse de presidente do STF majoritariamente virtual, a área de TI terá de fazer um plantão redobrado neste dia.

    Continua após a publicidade
    Publicidade