Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

“Além de ilegal, não fazer o Censo sabota a nação”, diz Flávio Dino

Governador do Maranhão, estado que entrou com a ação no STF para governo Bolsonaro fazer a pesquisa, comemorou a decisão

Por Matheus Leitão Atualizado em 28 abr 2021, 16h22 - Publicado em 28 abr 2021, 16h03

O governador do Maranhão, Flavio Dino, comemorou a decisão do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), de obrigar o governo Jair Bolsonaro a fazer o Censo, adiado no ano passado por conta pandemia.

À coluna, Dino afirmou que “não fazer o Censo, além de ilegal, sabota a noção de planejamento e condena o país a um apagão estatístico”, disse.

Para o governador do Maranhão, estado que entrou com a ação no Supremo, o “STF evitou mais uma destruição institucional absurda que Bolsonaro queria implementar”. 

Como informou a coluna, oito ex-presidentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) fizeram um apelo ao Congresso Nacional para que o Censo não seja atrasado novamente.  

 

Continua após a publicidade
Publicidade