Clique e assine a partir de 9,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Carlos desmente Bebianno sobre conversas com Bolsonaro: ‘Mentira absoluta’

Ministro havia citado diálogos com o presidente ao negar que esteja desgastado por notícias de que recursos do PSL foram destinados a candidatas 'laranjas'

Por João Pedroso de Campos - Atualizado em 13 Feb 2019, 16h51 - Publicado em 13 Feb 2019, 15h26

Notório desafeto do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, Carlos Bolsonaro usou sua conta no Twitter para desmenti-lo e classificar como “mentira absoluta” a declaração de Bebianno de que falou com o presidente Jair Bolsonaro três vezes nesta terça-feira, 12.

A versão do ministro foi dada ao jornal O Globo para negar que esteja desgastado no governo pelas reportagens da Folha de S. Paulo segundo as quais o PSL, que ele presidiu durante a campanha, destinou recursos do fundo partidário – dinheiro público – a candidaturas laranjas de mulheres. “Não existe crise nenhuma. Só hoje falei três vezes com o presidente”, disse Bebianno ao jornal, relatando que as supostas conversas se deram no aplicativo WhatsApp e trataram, entre outros assuntos, do cancelamento de uma viagem do ministro ao Pará por ordem de Jair Bolsonaro.

Acostumado a controlar o acesso a Bolsonaro e conhecido como “pitbull” do presidente, Carlos tuitou, contudo, que não foi bem assim. “Ontem estive 24h do dia ao lado do meu pai e afirmo: ‘É uma mentira absoluta de Gustavo Bebbiano [sic.] que ontem teria falado 3 vezes com Jair Bolsonaro para tratar do assunto citado pelo Globo e retransmitido pelo Antagonista’”, escreveu o vereador carioca na rede social.

Para não ficar apenas nas palavras de alguém que sabidamente não simpatiza com Bebianno, Carlos publicou também um áudio em que o presidente diz ao ministro que não falaria com ele porque estava em “fase final de exames” no Hospital Albert Einstein, do qual teve alta nesta quarta-feira.

Continua após a publicidade

“Ô Gustavo, tá complicado eu conversar ainda, então não vou falar, não vou falar com ninguém, a não ser estritamente o essencial. Tô em fase final aqui de exames para possível baixa hoje, tá ok? Boa sorte aí”, disse o presidente nesta terça (ouça abaixo).

Difícil imaginar que o “Zero-Dois”, como Carlos é chamado por Bolsonaro, tenha desmentido o ministro palaciano sem a expressa autorização de seu pai.

Publicidade