Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Lillian Witte Fibe Por Blog Política, economia e outros temas do momento. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O Palocci de Pezão

Espiral do crime organizado. Cabral, Lindbergh, Romário, Índio da Costa. “Lideranças” do Rio. Todos clamam inocência.

Por Lillian Witte Fibe 27 abr 2018, 12h47

De delação em delação. 

O sujeito foi o braço direito de Pezão, governador do combalido Rio de Janeiro.
Palocci também foi. Do ex-presidente, hoje preso, e da sucessora Dilma.
Nas confidências de Hugo Braga, ex-secretário de Obras (obras! No Rio!), reveladas pelo Radar aqui da Veja, tem pra todo mundo: pra Sérgio Cabral, o ex-governador preso e réu em 23 processos, pra Pezão, o atual governador, pra Índio da Costa, candidato a governador, pro senador Romário, também candidato a governador,  e até pro atual senador do PT que já foi mais amigo de Lula, Lindbergh Farias.
Isso, fora a base aliada na Assembleia, de onde, como sabemos, saíram alguns dos atuais hóspedes de Benfica.
https://veja.abril.com.br/blog/radar/delacao-revela-pagamentos-mensais-de-r-100-mil-a-pezao/
https://veja.abril.com.br/blog/radar/delator-diz-que-indio-recebeu-r-30-milhoes-para-apoiar-pezao/
https://veja.abril.com.br/blog/radar/lindbergh-foi-favorecido-em-acordo-do-pt-com-pezao/
https://veja.abril.com.br/blog/radar/delator-revela-mensalao-aos-deputados-da-alerj/
Publicidade