Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Crise no nordeste: óleo recolhido pode ser menos de 10% do que vazou

Hipótese trabalhou com a projeção feita no caso de uma danificação no tanque de resíduo de um navio petroleiro

Há duas hipóteses conservadoras para explicar o que pode ter ocorrido em alto mar e causado o maior desastre ambiental em extensão do litoral brasileiro. É o que explicou Erik Cunha, da OceanPact, empresa brasileira de navegação especializada no gerenciamento e resposta a emergências em áreas costeiras e offshore.

Em uma delas, a menos catastrófica, o derramamento teria acontecido durante uma transferência clandestina de óleo entre dois navios. Nesse caso, a quantidade que vazou pode ser equivalente à que já foi identificada, ou muito mais do que chegou à costa — ainda não há como saber quanto aparecerá. Também não é possível saber, neste caso, quando o derramamento teria sido interrompido.

A outra possibilidade trabalha com a ideia de uma danificação no tanque de resíduo de um navio petroleiro. A capacidade de um tanque do tipo é de cerca de 3.000 toneladas de óleo. Em contato com a água, o material entra em um processo de emulsificação e aumenta o seu volume em até 4 a 5 vezes. Ou seja, pode chegar a 15.000 toneladas.

Com todos os esforços ao longo do litoral nordestino para a remoção das manchas de petróleo das praias, entre 300 a 400 toneladas foram coletadas. Contudo, há areia junto com o material — estima-se que a mistura seja 50% de cada substância, óleo e areia.

Portanto, ao considerar a hipótese de um vazamento de tanque de resíduos de um navio, a quantidade recolhida até o momento não chega a 10% do que pode ter sido derramado.

Há outras possibilidades sendo investigadas: lavagem de tanques; um problema de segurança que forçou o lançamento de carga ao mar para evitar um naufrágio; um defeito no separador de água e óleo que lançou a substância ao mar “sem querer”; ou naufrágio não reportado de navio clandestino.

Também estou no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Pois é não esclareceu nada. Tirando a histeria e os tais famosos que parece terem solução para tudo além de rechearem blogs e Instagram de palavras de baixo calão ( se escreve um sou banido do site) atenção Veja, seus leitores não são obrigados a ler lixio publicado por este sujeito que se diz blogueiro paparicado pela tal elite intelectual brasileira. Esse tal de Wanderson ou algo parecido …. A conclusão que se chega é que foi criminoso. Quanto ao Jair está na hora de largar o celular e agir já encheu a paciência.

    Curtir