Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Vídeo especial – João Santana admite ‘caixa 2′ (propina!) na campanha de Dilma e mentira para poupá-la

Blog edita com legendas (e comenta) trecho do depoimento do marqueteiro a Sergio Moro

Por Felipe Moura Brasil Atualizado em 30 jul 2020, 22h15 - Publicado em 22 jul 2016, 13h48

Assista.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=qiKeD9rLtd8?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Este blog nunca acreditou na mentira inicial de João Santana, que o próprio marqueteiro agora admite (entre tentativas patéticas de justificar seu crime), nem que ele não soubesse – como ainda insiste em alegar – a origem espúria do dinheiro roubado da Petrobras.

O post irônico de fevereiro deste ano “Marqueteiro de Lula e Dilma não sabe de nada“, com o subtítulo “É curioso ver o truque sendo usado pelo autor original”, merece ser relido à luz dos novos acontecimentos:

“1) A maior prova de que petistas só fingem se corrigir para continuar mentindo com maior legitimidade é que o marqueteiro João Santana, nas declarações retificadoras feitas à Receita Federal em 2015, acrescentou a seus bens quatro empresas no exterior, mas omitiu do fisco brasileiro a posse da offshore Shellbill Finance S.A, por meio da qual recebeu 7,5 milhões de dólares no exterior de offshores da Odebrecht e do operador de propinas Zwi Skornicki.

2) A origem desses 7,5 milhões de dólares, segundo a Lava Jato, é o esquema de propinas na Petrobras. O valor inclui 1,5 milhão de dólares recebidos em três repasses de 500 mil cada entre julho e novembro de 2014, durante a campanha presidencial de Dilma Rousseff, para a qual João Santana trabalhou.

3) Lula disse que não sabia de nada do mensalão. Dilma disse não sabia de nada do petrolão. João Santana é o marqueteiro de Lula e Dilma. João Santana disse que não sabe de nada sobre ‘a origem dos valores que ingressaram na conta bancária da Shellbil’, nem sobre ‘o destino dos valores utilizados na conta’. É curioso ver o famigerado truque sendo usado pelo autor original.

4) A esposa de Santana, Mônica Moura, declarou que os valores eram provenientes de campanhas realizadas por empresas do marqueteiro no exterior em eleições na Venezuela, Angola e Panamá; e que a empresa do casal recebeu via caixa dois da Odebrecht, empreiteira que até outro dia negava tudo veementemente, mas que, a qualquer momento, pode negar veementemente que tenha negado tudo.

5) Que o pagamento da campanha do presidente angolano – encerrada em agosto de 2012 e cujas contas foram divulgadas pelo próprio Santana – só tenha sido concluído em novembro de 2014 é uma alegação suficiente para convencer o eleitorado petista, mas não os investigadores do Ministério Público Federal.

Continua após a publicidade

6) Santana não confirmou a versão da própria mulher. Curiosamente, disse que ‘não tomou conhecimento do pagamento por terceiros de valores referentes às campanhas’, ao mesmo tempo em que negou que a conta da Shellbill tenha recebido ‘qualquer valor originado das campanhas presidenciais no Brasil’. Mas se o marqueteiro não sabe a origem dos valores nem tomou conhecimento dos pagamentos, como pode saber de onde a grana não veio? Traduzindo: Santana diz que não sabe de nada, exceto qualquer coisa que prejudique o PT. Aham.”

Eis aí.

Como queríamos demonstrar.

****

Dilma comentou no Twitter:

Dilma tuite santana

Petista graúdo é assim: quando já não pode mais negar o crime, alega indiretamente incompetência de gestão para evitar ser implicado junto com os comparsas.

#DilmaNuncaMais.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e no Youtube.

Continua após a publicidade

Publicidade