Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Vá ler os embargos da Câmara, Marco Aurélio Mello!

Ministro do STF se faz de sonso sobre decisão do rito de impeachment

Por Felipe Moura Brasil Atualizado em 30 jul 2020, 23h20 - Publicado em 8 mar 2016, 15h08

marco-aurelio-stf-sounoticia-itabirito

Depois de soltar fumaça contra Sérgio Moro por conta da condução coercitiva de Lula, o ministro do STF Marco Aurélio Mello agora solta fumaça contra a Câmara dos Deputados pelo questionamento relativo à decisão da Corte sobre o rito de impeachment.

“Não concebo que o STF tenha lançado um pronunciamento obscuro, contraditório e omisso”, disse o ministro ao Jota, ao entrar no plenário do Supremo para a entrega do prêmio Bertha Luz.

A recusa em admitir aquilo que já está provado em prosa e vídeo é mais um insulto à inteligência alheia.

Mello se faz de sonso com a suprema vaidade de colocar o STF no pedestal do infalível.

Mas repito:

O ministro admitiu a premissa de Luís Roberto “Minha Posição” Barroso de que a Corte deveria seguir o rito adotado no caso Collor, mas ignorou o fato de que em 1992 a votação secreta para a comissão especial do impeachment estava prevista caso os deputados quisessem formar uma chapa avulsa, como demonstram os autos das sessões da Câmara em que o assunto foi discutido na ocasião.

Continua após a publicidade

Vá ler os embargos, ministro!

Vá ler os autos do caso Collor (aquele seu primo que o indicou ao STF)!

assistir à omissão de Barroso na sessão plenária durante a leitura do inciso III do artigo 188 do regimento da Câmara!

entender a omissão de Barroso no uso do artigo 33 do regimento, que se refere a comissões específicas que não a do impeachment!

Vá tomar a vergonha que lhe tem faltado, Marco Aurélio Mello!

Os senhores deram um golpe contra o Poder Legislativo e ele já foi desmascarado.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Continua após a publicidade
Publicidade