Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

PT finge combater desemprego para encobrir seus próprios crimes. Estadão aprendeu a lição?

Escrevi aqui em março, citando falsas justificativas usadas por Lula em 2010 e Dilma Rousseff em 2015: “O PT finge combater o desemprego do povo para encobrir seus próprios crimes. Não só para cometê-los, como também para deixá-los impunes, como este blog denuncia há tempos.” O editorial do Estadão de domingo, sobre o medo do governo Dilma […]

Por Felipe Moura Brasil Atualizado em 31 jul 2020, 00h51 - Publicado em 27 jul 2015, 01h48

Rui Dilma LulaEscrevi aqui em março, citando falsas justificativas usadas por Lula em 2010 e Dilma Rousseff em 2015:

“O PT finge combater o desemprego do povo para encobrir seus próprios crimes. Não só para cometê-los, como também para deixá-los impunes, como este blog denuncia há tempos.”

O editorial do Estadão de domingo, sobre o medo do governo Dilma Rousseff da CPI do BNDES, segue primorosamente a mesma linha:

“O Planalto mandou espalhar que está preocupado com o impacto econômico da instalação de uma CPI para investigar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Pela lógica do governo, se o BNDES for submetido a esse constrangimento, terá de paralisar suas atividades e não será capaz de socorrer as empresas que sofreram grandes perdas em razão das investigações da Lava Jato, o que resultará em ‘demissões em massa’. Mais uma vez, a presidente Dilma Rousseff apela para ameaças apocalípticas para justificar os critérios opacos do BNDES e das empreiteiras enroladas no petrolão.”

“Terrorismo econômico parece ser uma comprovada habilidade de Dilma. Depois de se reeleger afirmando que seus adversários pretendiam fazer um ajuste que tiraria a comida da mesa dos brasileiros, a presidente vincula seguidamente as investigações e procedimentos da Lava Jato à paralisia econômica que ora castiga o País. Trata-se de um evidente despropósito, cujos objetivos são mascarar a exclusiva responsabilidade de Dilma pelo desastre fiscal, graças à sua inaptidão administrativa, e justificar a manutenção das relações privilegiadas das empreiteiras com o Estado na era petista.”

É bonito de ver o jornal ser tão claro.

Continua após a publicidade

Mas não é só Dilma que “vincula seguidamente as investigações e procedimentos da Lava Jato à paralisia econômica que ora castiga o País”.

O próprio Estadão andou fazendo isso, como zombei aqui naquele mesmo mês de março:

Estadão

Seria bom que todos os repórteres lessem o editorialista.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Continua após a publicidade
Publicidade