Clique e assine a partir de 9,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Isto, sim, é protesto pacífico! Videoclipe “Porto (Un)Happy” debocha bonito(!) do atraso das obras de Porto Alegre

Por Felipe Moura Brasil - Atualizado em 31 jul 2020, 04h10 - Publicado em 26 mar 2014, 21h37

Enquanto a gente faz paródia musical propriamente dita, como “Águas de junho“, “O bando” e “Pais e Filhos de Esquerda“, alterando as letras originais e criando um roteiro de imagens correspondentes para debochar do estado de coisas no Brasil, o grupo “Porto (Un)Happy” lançou ontem, na véspera do aniversário de 242 anos da capital gaúcha, uma paródia do conteúdo mesmo do clipe de “Happy”, do rapper norte-americano Pharell Williams, para debochar do atraso das obras, sobretudo nos arredores do estádio Beira-Rio, que passa por reformas para a realização da Copa do Mundo, além dos congestionamentos e do ônibus lotado.

Os jovens do grupo dançam pelos pontos críticos de Porto Alegre, providencialmente omitidos na versão propagandística do clipe, lançada hoje pela prefeitura de José Fortunati (PDT-RS).

“A gente sabe que muita coisa aqui não está certa. Obras estão paradas, trânsito congestionado. Pensamos em fazer uma versão diferente para fazer uma reclamação, para ver se conseguimos mudar algo”, disse a analista de mídias sociais Letícia Bastos, de 28 anos, uma das idealizadoras do projeto, ao portal G1.

Parabéns, Letícia. A melhor forma de protesto é um coquetel molotov de bom humor.

Continua após a publicidade

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=oRPqfpqZs4Y?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=620&h=349%5D

PS: E por falar em Copa e atraso de obra, nunca é demais lembrar o vídeo do Implicante que compara a situação de hoje com o discurso de Lula de 2010 maldizendo os que não acreditavam na capacidade do governo de ao menos realizar algumas partidas de futebol. Mais uma prova – para além de todas aquelas que reuni aqui – de que não se deve mesmo acreditar nessa gente.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=dXhxzVWdLrM?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=620&h=349%5D

Felipe Moura Brasil – http://www.veja.com/felipemourabrasil

Continua após a publicidade

Siga no Facebook e no Twitter.

Publicidade