Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Crivella usa vídeo do blog para mostrar na TV quem é Freixo

Veja comentários sobre a lavada do senador contra psolista nas pesquisas

Por Felipe Moura Brasil Atualizado em 30 jul 2020, 21h34 - Publicado em 14 out 2016, 23h26

Estou de volta depois de muito trabalho em um projeto internacional que, obviamente, incrementará este blog antes do fim do ano.

Enquanto isso, vamos de tuitadas “zueras”, no clima do fim de semana:

– Inchaço do Estado quebrou o Brasil. Aí vem o candidato propor… inchaço do Estado. E ainda reclama que adversário não quer debater. É cômico.

– É uma espécie de homeopatia socialista, sabe? A solução para a doença é redobrar a dose do veneno que a causou. Tem tudo para dar ‘serto’.

– Quiz do dia: um psolista vê sujeira no chão e vassoura apoiada na parede, o que ele faz?

A) Cria uma secretaria;
B) Monta um Conselho;
C) Funda um banco municipal;
D) Aumenta imposto;
E) Todas as respostas anteriores.

– Marcelo Crivella (PRB) amplia vantagem no Datafolha. Em votos válidos: 66% contra 34% de Marcelo Freixo (PSOL). Uma lavada.

– DataFolha em votos totais: Crivella 48% x 25% Freixo. Nem ‘DataFreixo’ dá jeito no PSOL.

– Considerando a margem real de erro do DataFolha no primeiro turno, Freixo está em empate técnico com votos Brancos e Nulos, que somam 19%. Parabéns.

– Relembro o Ibope do dia 10: Crivella 51% x 25% Freixo. Ou seja: ‘DataFreixo’ ainda deu um desconto de 3%.

– Quiz do dia – parte 2: O que um psolista faz quando está atrás nas pesquisas?

A) Propaganda irregular em universidade pública;
B) Acusa de corrupção aliados do adversário, como se os seus fossem santos;
C) Mobiliza a militância virtual para subir hashtag cobrando debates;
D) Cria uma secretaria, monta um Conselho, funda um banco…
E) Todas as respostas anteriores.

– Freixo foi aconselhado a parar de falar em “golpe”. O resto é simples: parar de ser PSOL, de ser socialista, de ser Freixo. Quem sabe rola.

Continua após a publicidade

– Aliados de Freixo: um queima bandeira de Israel, outro cospe em deputado, PT monta “propinocracia”; petistas e psolistas são contra limitar despesas públicas com a PEC do Teto e ainda exaltam ditadura de Nicolás Maduro na Venezuela. Ainda dá tempo de esconder tudo, hein…

– Se Freixo pintar cabelo como Gleisi Hoffmann (PT-PR), e esconder imagem do partido como o petista eleito em Rio Branco, no Acre, pode ser que o povo do Rio de Janeiro não ligue a pessoa às ideias.

– Mas, se Freixo perder de lavada, vocês já sabem: culpa não é rejeição do povo às suas ideias, mas “boatos” que cismam em mostrar Freixo as defendendo.

– Crivella usou em seu programa eleitoral na TV na tarde desta sexta-feira (14) trechos do meu vídeo “As provas do cinismo de Marcelo Freixo sobre Black Blocs”, como informou um leitor deste blog:

Crivella usa

– No rodapé da imagem, aparece o link do Youtube para o meu vídeo no canal da VEJA (embora ele tenha viralizado mais ainda a partir do meu próprio canal: AQUI). Ao contrário de muitos na internet, a equipe de Crivella deu assim o devido crédito. Obrigado.

– Militantes psolistas no Twitter já reagem à inserção de Crivella sobre Black Blocs fingindo que Freixo não pensa o que ele próprio disse. Recordar é viver:

FMB tuite militantes Freixo Malafaia FMB

– Nem considero este o primeiro ataque de Crivella a Freixo após ser alvo de todo o desespero do psolista. É apenas sua obrigação de exibir ao público o que o adversário omite sobre o seu próprio pensamento.

– Se Freixo perder de lavada, também pode me culpar por ter feito o meu trabalho de apuração, informação e análise para mostrar quem ele realmente é.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=86WK0T21g7M?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Felipe Moura Brasilhttp://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e no Youtube.

Continua após a publicidade
Publicidade