Clique e assine a partir de 9,90/mês
Dora Kramer Por Coluna Coisas da política. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ação contra Wajngarten

Funcionários querem processar secretário por causa do coronavírus

Por Dora Kramer - 21 mar 2020, 12h27

Um grupo de 30 funcionários do Palácio do Planalto estuda mover uma ação judicial contra o chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, o primeiro integrante da comitiva presidencial aos Estados Unidos a testar positivo para a Covid-19.

Todos estavam num voo do escalão preparatório (scav) de uma viagem do presidente Jair Bolsonaro a Registro (SP) que acabou cancelada. Já ciente de que precisava de tratamento, Fábio insistiu, e conseguiu, embarcar para São Paulo mesmo não estando na listagem de passageiros do avião.

O piloto não queria permitir o embarque, mas o poder da “carteirada” do chefe da Secom acabou vencendo. Os 30 companheiros de viagem ficaram em quarentena e quatro deles foram confirmados com a infecção. O processo contra Wajngarten buscaria responsabilizá-lo de alguma forma pela conduta temerária.

Publicidade