Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Clarissa Oliveira Notas sobre política e economia. Análises, vídeos e informações exclusivas de bastidores

Guilherme Boulos: “Arthur Lira é o primeiro-ministro do Brasil”

Ao Amarelas On Air, líder do PSOL diz que presidente da Câmara loteou Orçamento, critica ação eleitoreira de Bolsonaro e pede união da esquerda em 2022

Por Clarissa Oliveira Atualizado em 8 nov 2021, 19h33 - Publicado em 8 nov 2021, 19h00

Pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PSOL, o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) Guilherme Boulos criticou duramente nesta segunda-feira as chamadas emendas de relator, que viabilizaram um Orçamento secreto para garantir apoio no Congresso ao governo Bolsonaro. Entrevistado desta semana do Amarelas On Air, Boulos condenou veementemente a articulação do governo e defendeu uma união da esquerda em 2022.

Questionado se o modelo de articulação política governo não remete à compra de votos e ao mensalão, Boulos disse que o modelo atual é ainda pior. “É a compra de apoio inflacionada. Nunca o Orçamento da União foi tão retalhado como está sendo agora. O Bolsonaro é o presidente, na história republicana do Brasil, que mais esteve no colo do centrão. O Arthur Lira é o primeiro-ministro do País, este é o fato.” Para ele, “Lira loteou o Orçamento do União”, assegurando ao centrão o comando do País.

A liberação das chamadas emendas de relator se tornou peça-chave do governo para aprovar a PEC dos Precatórios, proposta de emenda à Constituição que dribla o teto de gastos e abre espaço no Orçamento para a criação do Auxílio Brasil, programa social que vai substituir o Bolsa Família. Embora defenda a transferência de renda como mecanismo essencial para criar demanda em momentos de crise, Boulos diz ver em Bolsonaro uma ação claramente eleitoreira.

“Claro, quem tem boca diz o que quer. Agora dizer que o Bolsonaro é contra a desigualdade social é uma piada de mau gosto. Olha o quanto a desigualdade social no Brasil aumentou durante os anos de governo dele. As pessoas tem que ter coerência e responsabilidade com aquilo que falam. Quando a esquerda governou, a desigualdade diminuiu”

Continua após a publicidade

Com apresentação desta colunista, o Amarelas On Air inspirou-se nas tradicionais Páginas Amarelas, que estampam semanalmente a edição impressa de VEJA. A cada semana, o programa recebe um novo convidado, sempre um nome relevante da cena política e econômica. A entrevista é feita por uma bancada composta por jornalistas de VEJA e convidados.

O Amarelas On Air é parte de uma nova estratégia digital de VEJA, que contempla a expansão da área de vídeo e de projetos multimídia. Desde a estreia,  o programa entrevistou nomes como o ex-presidente Michel Temer, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, o governador de São Paulo, João Doria, e o presidente da Câmara, Arthur Lira.

Inscreva-se nos canais de VEJA nas redes sociais e fique por dentro de tudo sobre o novo programa.

YouTube: https://www.youtube.com/c/veja
Facebook: https://www.facebook.com/Veja/
Instagram: https://www.instagram.com/vejanoinsta/

Leia mais sobre o Amarelas On Air e sobre bastidores da política nacional em https://veja.abril.com.br/blog/clarissa-oliveira/

Confira a última entrevista do Amarelas On Air, com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite: 

Continua após a publicidade

Publicidade