Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Preso no paraíso

Magistrado confirma que a Justiça brasileira consegue ser mais generosa que mãe de preso com corruptos de estimação

Por Augusto Nunes 28 jun 2019, 18h18

“Em razão de tratar de autorização de viagem para fora do território nacional, suspendo a execução penal durante o período da realização da viagem, devendo a Secretaria do Juízo atualizar o atestado com a suspensão e posterior retomada da pena privativa de liberdade. A retomada do cumprimento de pena ocorrerá na primeira semana de agosto de 2019 quando do comparecimento do apenado à apresentação bimestral obrigatória”. (Fernando Luiz de Lacerda Messere, juiz do Distrito Federal, em decisão — revogada no STF por Alexandre de Moraes — que permitiria ao senador do PDT de Rondônia, Acir Gurgacz, condenado em outubro passado a quatro anos e seis meses de prisão por crimes contra o sistema financeiro, desfrutar de férias com a família no Caribe, confirmando que certas coisas só acontecem no País do Carnaval)

Publicidade