Clique e assine a partir de 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Poste sabido

Haddad promove a instrumento de defesa da democracia o que foi rebaixado a "golpe" quando aplicado a Dilma Rousseff

Por Augusto Nunes - Atualizado em 30 jun 2020, 17h35 - Publicado em 30 jun 2020, 06h58

“Esse senhor que ocupa a presidência da República, ele ofende a saúde pública, ofende as instituições democráticas de uma forma tal que está completamente tipificado (sic) como crime de responsabilidade, previsto na Constituição (…). Nesse momento ele se encontra acuado, Queiroz está preso e ameaça delatar todo o clã Bolsonaro. Mas se essa figura se recupera, não tenham dúvida de que ele não poupará esforços no sentido de afrontar a democracia brasileira”. (Fernando Haddad, sem ocupação conhecida desde o fiasco das urnas de 2018, explicando que o mesmíssimo impeachment que foi “golpe” quando aplicado a Dilma é apenas um instrumento de defesa da democracia se o alvo for Jair Bolsonaro)

Publicidade