Clique e assine com até 92% de desconto
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Lógica companheira

Cardozo acha mais estranho Moro aceitar ser ministro de Bolsonaro do que um presidiário ter fingido meses a fio que seria candidato à Presidência

Por Augusto Nunes Atualizado em 19 nov 2018, 12h54 - Publicado em 19 nov 2018, 11h07

“O que me espantou não foi o convite, foi a aceitação. Eu imagino, e me parece claro aos olhos de todos, que o juiz Sergio Moro tomou decisões que diretamente influenciaram o processo eleitoral”. (José Eduardo Cardozo, ex-ministro da Justiça de Dilma, achando mais estranho Sérgio Moro aceitar ser ministro de Jair Bolsonaro do que um presidiário ter fingido meses que seria candidato à Presidência, um ex-advogado do PT ocupar uma vaga no STF ou um partido político virar um ajuntamento de assaltantes)

Publicidade