Clique e assine a partir de 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O fiasco em letras e números do Brasil de Lula e Dilma

O país ficou parecido com Lula em Leitura e é a cara de Dilma em Matemática

Por Augusto Nunes - Atualizado em 28 fev 2018, 21h14 - Publicado em 28 fev 2018, 21h13

Um relatório do Banco Mundial acaba de ampliar a sórdida herança legada pela dupla Lula e Dilma Rousseff. Segundo o documento, divulgado nesta terça-feira, o país vai demorar 260 anos para alcançar o nível dos países desenvolvidos em Leitura e 75 anos em Matemática.

Faz sentido. O viveiro de 12 milhões de analfabetos elegeu em 2002 e reelegeu em 2006 uma cabeça baldia. O ex-presidente condenado a 12 anos e 1 mês de cadeia acha leitura “pior que exercício em esteira”. Em 2010, a maioria do eleitorado instalou na Presidência um neurônio solitário e reincidiu na maluquice em 2014. Num vídeo famoso, a ex-presidente despejada pelo impeachment revela que “treze menos quatro dá sete”.

Deu no que deu. O Brasil ficou parecido com Lula em Leitura e é a cara de Dilma em Matemática.

Publicidade