Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Neurônio esquecido

“A primeira vez que eu vim aqui, eu vim acompanhando o presidente Lula como ministra-chefe da Casa Civil. Depois eu voltei para inaugurar o primeiro trecho do Canal do Sertão Alagoano. Aí, eu acho que ainda não era presidente. Na outra vez, eu voltei para inaugurar, aí eu já era presidente, a segunda etapa do […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 00h10 - Publicado em 5 nov 2015, 20h43

“A primeira vez que eu vim aqui, eu vim acompanhando o presidente Lula como ministra-chefe da Casa Civil. Depois eu voltei para inaugurar o primeiro trecho do Canal do Sertão Alagoano. Aí, eu acho que ainda não era presidente. Na outra vez, eu voltei para inaugurar, aí eu já era presidente, a segunda etapa do Canal do Sertão Alagoano. E hoje eu tenho orgulho de estar aqui, ou seja, pela quarta vez, quarta vez, inaugurando o terceiro trecho do Canal do Sertão Alagoano. E eu tenho certeza que eu voltarei aqui uma quarta vez ou uma quinta vez para inaugurar o trecho IV e depois mais uma vez para inaugurar o trecho V”.

Dilma Rousseff, nesta quinta-feira, na discurseira de inauguração de um trecho do Canal do Sertão Alagoano, confessando que não conseguiu decorar quantas vezes inaugurou uma obra iniciada na década passada e sem prazo para ficar pronta.

Publicidade