Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mensaleiro doidão (2)

“Considero injusta e juridicamente equivocada a sentença severa determinada a meu caso, pela maioria do STF, na Ação Penal 470; conforme já informou meu advogado, vou recorrer da decisão, apresentando devidos embargos declaratórios e infringentes”. João Paulo Cunha, mensaleiro condenado a mais de 9 anos de prisão pelo STF, sem esclarecer se pretende devolver agora, […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 07h19 - Publicado em 30 nov 2012, 04h58

“Considero injusta e juridicamente equivocada a sentença severa determinada a meu caso, pela maioria do STF, na Ação Penal 470; conforme já informou meu advogado, vou recorrer da decisão, apresentando devidos embargos declaratórios e infringentes”.

João Paulo Cunha, mensaleiro condenado a mais de 9 anos de prisão pelo STF, sem esclarecer se pretende devolver agora, mais tarde ou nunca o dinheiro que tungou.

Publicidade