Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Conta outra, deputado!

André Moura tenta explicar o papelão dos líderes da base governista

Por Augusto Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 21h14 - Publicado em 27 nov 2016, 13h45

“Quando nós, líderes, fizemos aquela carta, por iniciativa nossa, de apoio ao ministro Geddel, era pelos fatos que tínhamos conhecimento até aquele momento. Os fatos novos que estão surgindo, nós não tínhamos conhecimento. Os fatos eram aqueles naquele momento. Naquele momento, a gente não via nenhum motivo para não apoiar a permanência de Geddel. Foram os líderes, o próprio presidente Rodrigo Maia, o presidente Renan Calheiros, todos nós nessa linha”. (André Moura, líder do governo na Câmara, explicando que não via motivos para afastar Geddel Vieira Lima quando soube que ele pressionou um ministro para autorizar o plantio do espigão do qual é um dos proprietários numa área histórica de Salvador, mas passou a ver motivos depois de saber que Geddel pressionou um ministro para autorizar o plantio do espigão do qual é um dos proprietários numa área histórica de Salvador)

Publicidade