Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Canastrão insistente

“Estive em Brasília na terça-feira, na reunião do conselho político, cumprimentei a presidente, como todo mundo”. Carlos Lupi, ex-ministro do Trabalho, nomeado “assessor especial” do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, preparando-se para berrar um segundo “Eu te amo, Dilma”, agora durante uma reunião no Palácio do Planalto.

Por Branca Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 09h29 - Publicado em 19 fev 2012, 19h43

“Estive em Brasília na terça-feira, na reunião do conselho político, cumprimentei a presidente, como todo mundo”.

Carlos Lupi, ex-ministro do Trabalho, nomeado “assessor especial” do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, preparando-se para berrar um segundo “Eu te amo, Dilma”, agora durante uma reunião no Palácio do Planalto.

Publicidade