Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Campo conflagrado

“Kátia Abreu representa o agronegócio, o atraso, o trabalho escravo. E representa, em seu estado, a grilagem de terra”. Alexandre Conceição, coordenador nacional do MST, num encontro com Dilma Rousseff. “Estaremos mais próximas do que nunca neste segundo mandato. Kátia Abreu é uma mulher que honra o Brasil”. Dilma Rousseff, na Confederação da Agricultura e […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 02h25 - Publicado em 21 dez 2014, 20h01

“Kátia Abreu representa o agronegócio, o atraso, o trabalho escravo. E representa, em seu estado, a grilagem de terra”.

Alexandre Conceição, coordenador nacional do MST, num encontro com Dilma Rousseff.

“Estaremos mais próximas do que nunca neste segundo mandato. Kátia Abreu é uma mulher que honra o Brasil”.

Dilma Rousseff, na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, presidida pela senadora do PMDB do Tocantins, candidata ao Ministério da Agricultura e mais recente amiga de infância do neurônio solitário.

Publicidade