Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ameaça apavorante

DEZEMBRO “Eu, sem ser presidente da República, vou poder fazer discurso que eu não faria como presidente da República. Portanto, como presidente, eu não sou o Lula, eu sou uma instituição. Eu tenho de me comportar, mas como cidadão brasileiro, eu tenho muito mais liberdade para falar as coisas. O dado concreto é o seguinte: […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 13h07 - Publicado em 18 jan 2011, 21h00

DEZEMBRO

“Eu, sem ser presidente da República, vou poder fazer discurso que eu não faria como presidente da República. Portanto, como presidente, eu não sou o Lula, eu sou uma instituição. Eu tenho de me comportar, mas como cidadão brasileiro, eu tenho muito mais liberdade para falar as coisas. O dado concreto é o seguinte: não pensem que vão se livrar de mim, porque vamos estar juntos em algum lugar desse país”.

Lula, apavorando os brasileiros que não perderam o juízo com a insinuação de que a pior parte do pesadelo nem começou.

Publicidade