Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Duro revés para Dilma’, editorial do Estadão

Publicado no Estadão desta sexta-feira Capitaneada pelo presidente do Senado e principal aliado do Planalto no Congresso, Renan Calheiros, a maioria governista da Casa deverá fazer tudo o que estiver ao seu alcance – e não é pouca coisa – para impedir que se cumpra efetivamente a liminar concedida na quarta-feira pela ministra Rosa Weber, […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 03h59 - Publicado em 25 abr 2014, 19h58

Publicado no Estadão desta sexta-feira

Capitaneada pelo presidente do Senado e principal aliado do Planalto no Congresso, Renan Calheiros, a maioria governista da Casa deverá fazer tudo o que estiver ao seu alcance – e não é pouca coisa – para impedir que se cumpra efetivamente a liminar concedida na quarta-feira pela ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão respalda, sem margem para dúvidas, a demanda da oposição de que seja instalada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) exclusiva sobre a Petrobrás. A ministra, portanto, proibiu os solventes vertidos no pedido original – numa jogada combinada entre o PMDB de Calheiros, o PT e a presidente Dilma Rousseff – para diluir a investigação sobre suspeitas de variados graus de gravidade envolvendo atos e fatos ocorridos na estatal desde os anos Lula.

» Clique para continuar lendo

Publicidade