Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
VEJA 55 ANOS

O homem que quebrou a bolsa de valores do Rio

Passados 35 anos do episódio em que Naji Nahas fez a bolsa subir 2.000% e quebrou o mercado no dia seguinte, o Rio volta a ser sede do mercado financeiro e promete competir com a B3

Por Natália Hinoue 4 jul 2024, 11h30
Continua após publicidade

TBT 21 DE JUNHO DE 1989 | “O homem que deu um soco na Bolsa: no fim de uma operação audaciosa, Naji Nahas deixou um rombo e um susto na praça.”

Em 1989, VEJA destacava em sua capa o empresário libanês que foi considerado responsável pela quebra da bolsa de valores do Rio de Janeiro.

“O maior especulador do mercado de ações no Brasil, enfrentava os dias mais negros de sua estada de vinte anos no país, depois de lançar as bolsas de valores num estado de choque com a distribuição de 39 milhões de cruzados novos em cheques sem fundos, emitidos para a compra de ações”, iniciava a reportagem.

“Contabilizava-se que, no rastro dos cheques sem fundos de Nahas, acumulavam-se prejuízos de até 500 milhões de cruzados novos espalhados por quarenta corretoras e alguns bancos do Rio de Janeiro e de São Paulo. Sob o impacto da crise, as duas bolsas ficaram fechadas na segunda-feira, reabriram em ritmo letárgico na terça e acusavam uma queda superior a 30% em seus índices”, relatava.

Passados 35 anos do rombo, o Rio de Janeiro voltará a ser sede de uma bolsa de valores. O prefeito Eduardo Paes (PSD-RJ) confirmou o anúncio nesta quarta-feira, 3.

A nova bolsa está programada para iniciar suas operações no segundo semestre de 2025 e promete acirrar a competição com a B3, atualmente a principal do país. Acompanhe o assunto em VEJA Negócios.

Todas as quintas-feiras você, leitor, poderá conferir uma edição antiga no nosso #TBT e ainda consultá-la na íntegra na home do nosso site.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.