Sobe para 23 os mortos por meningite nos EUA

O total de casos da doença chega a 281. Tennessee registra oito mortes

Subiu para 23 o número de mortos nos Estados Unidos por um surto de meningite fúngica. A epidemia foi provocada por injeções de um tipo de esteroide usado como analgésico, geralmente para tratar dores nas costas. As vítimas fatais no estado do Tennessee chegam a oito, maior contagem entre os estados dos EUA, segundo o Centro para Controle de Doenças (CDC). Carolina do Norte registrou a primeira morte pela doença.

Outros estados reportaram 13 novos casos de meningite por fungo, elevando o total de registros para 281. O surto ocorreu com medicamentos despachados pela companhia NECC, de Massachussetts, que está enfrentando investigações e processos por causa das drogas contaminadas.

Autoridades de saúde dos EUA confirmaram na quinta-feira a presença do fungo mortal Exserohilum em frascos de esteroides da NECC usados para aplicações de injeções contra dor. O país estima que pelo menos 14.000 pessoas podem ter sido expostas ao medicamento contaminado.

Doença – A meningite é uma infecção das membranas que cobrem o cérebro e a medula espinhal. Os pacientes afetados na epidemia dos Estados Unidos apresentaram sintomas da doença de uma a quatro semanas depois de tomar as injeções do analgésico.

Info-meningite

Info-meningite (VEJA)

(Com Reuters)