Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Consumo de macarrão pode ajudar a emagrecer, diz estudo

Uma pesquisa italiana mostrou que, ao contrário do que se imagina, pessoas que consomem massas tendem a ter um índice de massa corporal mais baixo

Comer macarrão e massas em geral não engorda e ainda pode ajudar a emagrecer. De acordo com um estudo publicado recentemente no periódico científico Nutrition and Diabetes, o alimento está associado a um índice de massa corporal (IMC) mais baixo, menor circunferência do quadril e da cintura e redução no risco de obesidade.

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores italianos analisaram a dieta de 23.000 pessoas residentes em duas regiões da Itália. Os participantes precisavam anotar tudo o que comiam em uma espécie de diário e depois foram questionados sobre sua alimentação em entrevistas realizadas por telefone. Os pesquisadores então compararam a quantidade de massa ingerida por dia, com o IMC e as circunferências da cintura e do quadril de cada participante.

Os resultados mostraram que o consumo regular de massa não estava associado ao excesso, mas à redução de peso. “Ao analisar dados antropométricos e hábitos alimentares dos participantes nós vimos que o consumo de massa, ao contrário do que muitos pensam, não está associado a um IMC alto, mas exatamente o contrário.”, disse George Pounis, líder do estudo.

Leia também:
Glúten: ruim para quem?
Dieta mediterrânea retarda o envelhecimento cerebral

Estudos anteriores já haviam mostrado os benefícios da dieta mediterrânea – da qual a massa é um componente importante -, rica em frutas, vegetais, peixe e grãos integrais. Mas, até então, nenhum estudo havia se preocupado em analisar o papel específico do consumo da massa.

“Popularmente, o macarrão não é considerado um alimento adequado quando se quer perder peso. Tanto que algumas pessoas chegam a abolir completamente o alimento das refeições quando estão de dieta. Após essa pesquisa, podemos dizer que essa atitude não está correta”, disse Licia Iacoviello, coautora do estudo. “Nós estamos falando de um componente fundamental da tradição italiana mediterrânea e não há razão para acabar com isso. A mensagem aqui é que a dieta mediterrânea, consumida com moderação e respeitando a variedade de todos os seus elementos (as massas estão em primeiro lugar), é boa para a saúde”, afirmou Licia.

Os pesquisadores não souberam explicar o porquê dos efeitos benéficos da ingestão de massas para a manutenção de um peso saudável. Uma possibilidade é que pessoas que comem mais massa também tendem a seguir com maior frequência a dieta mediterrânea tradicional, rica em tomate, cebola, alho, azeita extra virgem, queijo e arroz. Outra possível explicação se soma aos argumentos favoráveis à ingestão de carboidratos: alguns especialistas dizem que o ideal é comer muitos carboidratos integrais e pouca gordura. Já outra corrente advoga que, para emagrecer, o ideal é evitar os carboidratos, mas que não é necessário se preocupar com a gordura.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Fellipe Gonçalves de Souza

    tomar pinga pode ajudar no equilibro, diz estudo.

    Curtir

  2. Jacques Brumatti

    auhauhauaha. Acho que nunca li tanta besteira em uma única tentativa de justificar um “estudo”. Macarrão como item dentro da dieta mediterrânea ??? Cereais integrais no macarrão tradicional??? Jurava que essa matéria era do Joselito Miller ou do Sensacionalista mas parece que não é…ahahahahah

    Curtir

  3. Fernando Davillar

    A pesquisa acompanhou 23.000 pessoas, que é um universo bastante significativo. Como toda ciência não tenta explicar o que não foi objeto do estudo.

    Entretanto, já há quem proponha o porque dessa VERDADE comprovada por DADOS. Em hipótese o mecanismo proposto envolve o coltume italiano de cozinhar a massa AL DENTE (um pouco durinho) e que seria insuficiente para tornar TODO o AMIDO disponível (carboidrato presente nos grãos), em energia assimilável.

    *O amido é um carboidrato presente nos cereais, batatas, mandioca, carás, etc. O aproveitamento dessa fonte de energia só foi atingido após o advento das técnicas de cozimento e foi o responsável por transformar os “caçadores coletores” em “agricultures sedentários”.

    Curtir

  4. Silvio Ricardo Olveira

    Estudo apontando
    que comer massa não
    engorda foi financiado por
    fabricante de macarrão
    Segundo a pesquisa, parcialmente paga pela italiana
    Barilla, o alimento é bom se consumido moderadamente

    Curtir