Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vitória leva Rezende e Neto ao segundo turno

A disputa será entre o atual prefeito, do PPS, e o apresentador de televisão, do Solidariedade

Os candidatos Luciano Rezende, do PPS, e Amaro Neto, do Solidariedade, foram os escolhidos pelos eleitores de Vitória, capital do Espírito Santo, para disputar o segundo turno. Esse cenário já era antecipado pelas pesquisas realizadas a partir de agosto. O que não se previu era que Rezende, atual prefeito da cidade, chegaria como favorito, com 43,82% dos votos– alguns levantamentos chegaram a apontá-lo na segunda colocação. A apuração das urnas mostrou Neto com 35,32%, seguido por Lelo Coimbra (PMDB) com 14,32%, Perly Cipriano (PT) com 3,48% e Andre Moreira (PSOL),com 3,05% .

A briga, agora, será por estilos políticos bastante diferentes. Rezende representa a política tradicional capixaba. Neto, o adversário que tenta barrar sua reeleição, é apresentador do programa popular Balanço Geral, da TV Record, e carrega no currículo apenas dois anos de vida pública, desde que se elegeu deputado estadual em 2014.

Por trás da eleição de Vitória, também está uma disputa entre dois dos principais nomes da política do Espírito Santo: o governador Paulo Hartung, do PMDB, e Renato Casagrande, do PSB, que hoje são rivais. Os dois caminharam juntos até a eleição para o governo do estado, em 2014. Casagrande, que ocupava o cargo e tentava a reeleição, enfrentou Hartung, seu ex-aliado que saiu vitorioso. Nesta eleição, o peemedebista não apareceu na campanha de ninguém até o primeiro turno, mas incentivou as candidaturas de Neto e de Lelo Coimbra (o que ele costuma negar). Já Casagrande fez propaganda por Rezende. No segundo turno, a disputa de forças deve ficar ainda mais visível.