Temer e DEM disputam João Doria para 2018

Partidos monitoram situação do tucano e tentam seduzi-lo com a proposta de concorrer a presidente da República

O presidente Michel Temer (PMDB) e o DEM cresceram os olhos para cima do prefeito de São Paulo, João Doria, e passaram a articular nos bastidores para tirá-lo do PSDB. Ambos tentam seduzir o tucano com a oferta de lançá-lo candidato à Presidência da República nas eleições de 2018. Segundo o jornal Estado de S.Paulo, Temer disse ao prefeito que “as portas do PMDB estão abertas” para que ele dispute o Planalto.

Temer fez o convite durante um encontro com o tucano na Prefeitura de São Paulo, na segunda-feira. A ideia dos partidos é aproveitar as cisões internas do PSDB para garantir uma candidatura estável a Doria. No momento, o único político da sigla que admite publicamente a intenção de concorrer à Presidência é o governador paulista, Geraldo Alckmin — padrinho político de Doria. Para evitar constrangimentos, o prefeito nega que tenha o interesse de disputar a indicação do partido com Alckmin, seu criador.

Para o DEM, a alternativa seria lançar a candidatura de Doria em uma chapa composta por políticos nordestinos. Os nomes cogitados são o do prefeito de Salvador, ACM Neto, e o do ministro da Educação, Mendonça Filho. A moeda de troca seria o apoio do paulistano às candidaturas do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao governo do Rio de Janeiro e do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) ao governo de Goiás.

A assessoria de Temer negou que o presidente tenha feito o convite a Doria. O presidente do DEM, senador José Agripino (RN), também rechaçou qualquer articulação para trazer o prefeito ao partido. Por ora, as tratativas estão em sigilo para evitar represálias de Alckmin. Segundo o Estado, a mudança de sigla só será cogitada por Doria se a cúpula vetar sua candidatura ao Planalto. O presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (CE), e outros quadros históricos, como o o ex-governador Alberto Goldman e José Aníbal, são nomes que desaprovam a escolha do prefeito.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Alberto luiz da Silva

    este é outro safado que nao vai arrumar nada!!!!já é politico e nao um gestor.

    Curtir

  2. João do Goiás

    Quantos dias esse “prefeitim” ficou em São Paulo depois de eleito? Se for presidente, vai ficar mais no exterior do que no Brasil, que tanto precisa de uma pessoa séria, honesta e dedicada! Ele não é essa pessoa…

    Curtir

  3. Gilson Schnaider

    Bem es peru que este im bacil do te mer va p que o pario mas do dea se quere ve ncer e seguir ges tor larga est es band didos e srgue solito

    Curtir

  4. Gilson Schnaider

    Moro nos usa mas meu votu con ta

    Curtir