Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sabesp já está pronta para captar segunda cota do volume morto

Obras para captação foram concluídas, segundo diretor do órgão; nível do sistema ficou estável

O diretor econômico-financeiro e de Relações com Investidores da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Rui Affonso, afirmou que a companhia já concluiu as obras necessárias e está preparada para captar a segunda cota do volume morto do Sistema Cantareira. “A expectativa é de que não será necessário usar toda a água da segunda cota”, ressaltou, em transmissão pela internet para comentar os resultados do terceiro trimestre.

A atual crise hídrica é a mais grave já registrada na história de São Paulo, mas o executivo afirmou que, com as medidas recentes adotadas pela Sabesp – como o auxílio no abastecimento por sistemas como Guarapiranga e Alto Tietê -, a população atendida pelo Cantareira pode diminuir ainda mais, de 6,5 milhões de pessoas para 6 milhões de pessoas até o fim do ano.

Saiba mais:

Tudo é água

Nos catorze dias de novembro, choveu 90 milímetros sobre o sistema, enquanto no mês anterior foram 42,5 milímetros em 31 dias. A nova estabilidade foi causada pelas precipitações no Sul de Minas Gerais e em regiões no entorno da Bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), na região de Campinas.

Leia também:

Níveis de todos os mananciais que abastecem a Grande SP caem

Turismo de aventura cai 50% em rios do interior de SP

Hotéis do interior perdem clientes com crise hídrica

(Com Estadão Conteúdo)