Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

DF: manifestantes e polícia se enfrentam em protesto contra Temer

Grupo de pessoas tentou furar a barreira montada pelos agentes, que reagem com bombas de efeito moral e cassetetes

A Polícia Militar está usando bombas de efeito moral para tentar conter uma confusão que está ocorrendo em frente ao Ministério da Justiça, em Brasília, durante o protesto contra as reformas econômicas e o presidente Michel Temer (PMDB). Um grupo pequeno de pessoas com rostos cobertos provocam os policiais, jogando garrafas de água e pedaços de madeira contra os agentes, tentando furar a barreira colocada na Avenida das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional.

O policiamento, reforçado, está utilizando cassetetes. Lideranças do movimento pedem calma e orientam os manifestantes a não provocar a polícia com gritos de “sem violência”. Mais cedo, houve uma pequena confusão após alguns dos militantes se recusarem a passar pela revista.

O limite para o avanço dos manifestantes é a Avenida das Bandeiras, e não é permitido o acesso à Praça dos Três Poderes. A Secretaria de Segurança e da Paz do Distrito Federal esclarece que o protesto ficará restrito ao quadrilátero da região da Esplanada dos Ministérios. Parlamentares da oposição, como Orlando Silva (PCdoB-SP) e José Guimarães (PT-CE) se revezam para criticar a atuação policial.

Mais cedo, responsáveis pela segurança do Palácio do Planalto informaram que o protesto poderia chegar até a frente da sede administrativa do Executivo. Segundo a Secretaria de Segurança do DF, entretanto, no mês passado 48 órgãos do Distrito Federal, Congresso e o governo assinaram um protocolo para “grandes protestos” e estabeleceram a delimitação do espaço.

(com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. sergio skorski

    AGORA OS BANDIDOS VÃO COMER O SANDUICHE DE MORTADELA E RECEBER OS 100 REAIS COMBINADOS.

    Curtir

  2. Veja: MANIFESTANTES NÃO! TERRORISTAS, ARRUACEIROS, CRIMINOSOS!

    Curtir