Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Militantes pró-Feliciano protestam contra mensaleiros na CCJ

Com cartaz dizendo “cristão protesta com educação”, manifestantes pediram a saída de José Genoino e João Paulo Cunha da principal comissão da Câmara

Um grupo de aproximadamente vinte pessoas organizou um protesto silencioso contra a presença dos deputados José Genoino e João Paulo Cunha, ambos do PT de São Paulo, entre os titulares da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. A CCJ é a mais importante das comissões permanentes da Casa e responsável por analisar se os projetos de lei debatidos pelos parlamentares são ou não inconstitucionais. Genoino e Cunha foram condenados por corrupção no julgamento do mensalão, realizado no Supremo Tribunal Federal.

O protesto se resume a cartazes de “Fora Genuíno (sic)”, “Fora João Paulo” e dizeres como “Cristão protesta com educação”. O manifesto ocorre após o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), atual presidente da Comissão de Direito Humanos da Câmara, ser alvo de protestos de movimentos que o acusam de ter discurso de viés homofóbico e racista. Pressionado para sair do cargo, Feliciano afirmou que só renuncia se os mensaleiros também abrirem mão dos assentos na CCJ.

Diante do protesto, Genoino deixou rapidamente a CCJ e, no plenário da Câmara, informou que não iria se pronunciar sobre os pedidos para que abdicasse de um assento no colegiado. “Não respondo a provocação”, declarou ele.

Leia também:

Marco Feliciano para presidente?

Em vídeo, Feliciano diz que Deus ‘matou’ John Lennon

Pastor Silas Malafaia organiza marcha contra o casamento gay em Brasília