Fachin manda fazer perícia pedida por Temer, mas mantém inquérito

Ministro determina que PF avalie gravação de reunião entre presidente e Joesley Batista e envia ao plenário da Corte a decisão sobre suspender investigação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin atendeu ao pedido do presidente Michel Temer (PMDB) e mandou a Polícia Federal realizar uma perícia no áudio gravado pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, em reunião com o presidente no dia 7 de março, no Palácio do Jaburu.

Em pronunciamento neste sábado – o segundo desde que o escândalo veio à tona – Temer disse que o conteúdo do áudio foi manipulado e que tem mais de 50 cortes, amparando-se em perícia feita pelo jornal Folha de S. Paulo. “Essa gravação clandestina foi manipulada e adulterada com objetivos nitidamente subterrâneos e, incluído no inquérito sem a devida e adequada averiguação, levou muitas pessoas ao engano induzido e trouxe grave crise ao Brasil”, afirmou.

Fachin, no entanto, negou a suspensão imediata do inquérito, como queria Temer, e determinou que o plenário do STF, que tem 11 ministros, decida sobre o pedido. O julgamento não tem data para acontecer, mas o colegiado máximo da Corte costuma se reunir às quartas e quintas-feiras. O inquérito apura os crimes de corrupção passiva, obstrução da Justiça e pertencimento a organização criminosa – Temer nega todos os crimes.

Antes da decisão de Fachin, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou parecer ao STF concordando com a realização da perícia, mas defendendo a continuidade da investigação. “Em primeiro lugar, cabe destacar a flagrante contradição do pedido, visto que o inquérito existe justamente para a apuração dos fatos e para a produção de evidências, dentre elas perícias técnicas”, escreveu.

Janot disse, ainda, que a gravação passou por avaliação técnica de um setor da Procuradoria-Geral da República, “que constatou que o material, em uma análise preliminar, é audível, inteligível e apresenta uma sequência lógica e coerente, com características iniciais de confiabilidade”, diz Janot no parecer. “Ademais, a referida gravação é harmônica e consentânea com o relato da colaboração de pelo menos quatro colaboradores”, se referindo a Joesley e seu irmão Wesley Batista e os executivos da JBS Ricardo Saud e Florisvaldo Caetano de Oliveira.

(Com Agência Brasil)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Alvaro Monteiro

    Temer não é flor que se cheire, mas essa delação dos donos da JBS é, na verdade, um complô para Tirar o presidente do poder, com a intenção de ajudar Lula. Se Temer cair, os petistas creem que Lula poderá ser o novo presidente, desde que haja eleições diretas. Daí, tchau! Mas há fatos na gravação que não batem. Por exemplo: os 480 milhões de reais que seriam dados a Temer em parcelas de 500 mil mensais. Levaria 960 meses para se pagar tudo, ou seja, 80 anos. Com os 76 anos que tem, Temer acabaria por receber a bolada toda apenas quando tivesse 156 anos. Entenderam?

    Curtir

  2. Angélica Torquato

    As delações dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura são tão sérias, que resolveram tirá-las do foco.
    QUEM?

    Curtir

  3. Ou seja, O ministro fez agora o que deveria ter feito antes…..que trapalhada….quanto amadorismo desses senhores que deveriam ser exemplo de respeito aos procedimentos legais…

    Curtir

  4. Flavio Feronato

    Edson Stalin Fachin viu nessa a única oportunidade de incrementar o comunismo, que já está meio instalado, para se vangloriar de seu feito, que seria entregar o Brasil ao MST, para, segundo seu projeto, meter uma bala na cabeça de cada um que for contra a sua paranoia.

    Curtir

  5. Mallone Moraes Barros

    Bá, mas esse povo fala besteira em, esses leitores comentadores da Veja só por Deus mesmo.

    Curtir

  6. Antonio Carlos Dos Santos

    O Janot já era! Em julho será outro no lugar dele e ele quer sair por cima! Fu…… todo o país!

    Curtir

  7. Marco Ferrari

    por mais que tenha corte ele recebeu o dono da friboi,não tem escapatoria cadeia nele.

    Curtir

  8. Marco Ferrari

    agora sim paisinho do terceiro mundo ,chuleco

    Curtir