Em Teresina, candidato gasta 3 vezes mais do que arrecada

Amadeu Campos, do PTB, já desembolsou 440.000 reais, mas recebeu apenas 150.000

O candidato do PTB em Teresina (PT), Amadeu Campos, já gastou três vezes mais do que arrecadou até agora na campanha. Terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, ele já se comprometeu com gastos de quase 439.000 reais, mas recebeu apenas 150.128 reais, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral.

Apenas com a produtora Guabes, responsável pela parte audiovisual da sua campanha, ele gastou 150.000 reais, ou seja, tudo o que arrecadou até agora – foram 40.000 reais do partido, 85.878 reais em doações de 32 pessoas físicas e e o restante saiu do próprio bolso do candidato. As outras despesas se estendem em contratos com gráficas, agências de publicidade, serviços terceirizados e outros.

Entre os primeiros colocados, ele é o único que gastou mais do que arrecadou até agora. Todo esse esforço financeiro não deve evitar a derrota nas urnas. A mais recente pesquisa de intenção de voto em Teresina, realizada pelo Instituto Piauiense de Opinião Pública (PI 06493/2016), sinalizou que o prefeito da capital piauiense, Firmino Filho (PSDB), deverá ser eleito no primeiro turno, com 51% dos votos.

Procurado por VEJA, Campos não respondeu às ligações e mensagens.