Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Comissão da Câmara aprova texto-base da reforma política

Proposta, que recebeu 25 votos contra 8, prevê fundo de R$ 3,6 bi para campanhas e extinção do cargo de vice, mas pode ser alterada pelos destaques

A comissão especial da reforma política da Câmara aprovou, por 25 votos a 8, o texto-base apresentado pelo relator, deputado Vicente Cândido (PT-SP), que prevê, entre outras coisas, a criação de um fundo público de R$ 3,6 bilhões para financiamento de campanha.

A expectativa, no entanto, é que o texto seja bastante alterado. Ao todo, 20 destaques (sugestões de mudanças) serão analisados. O PMDB, por exemplo, vai propor a adoção do sistema eleitoral chamado “distritão” em 2018, modelo pelo qual os candidatos mais votados são eleitos para o Legislativo.

O texto do relator mantém o atual sistema para as próximas eleições e institui o distrital misto a partir de 2022, sistema pelo qual metade das vagas é preenchida por lista fechada e a outra, pelo voto direto nos candidatos.

O relatório do deputado petista também propõe a extinção do cargo de vice, da figura do suplente de senador e o estabelecimento de mandato de dez anos para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Essas propostas, no entanto, devem ser derrubadas pela comissão.

Antes da votação, Vicente Cândido fez um apelo para que o seu trabalho não fosse desperdiçado e que os deputados considerassem algumas das propostas do texto.

No fim da tarde, o relator recuou e tirou do texto a medida que estenderia aos presidentes da Câmara, do Senado e do Supremo a prerrogativa do presidente da República de não ser investigado por atos cometidos antes de assumir o mandato.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. JOSÉ ALVES GUIMARÃES

    Esse safados que nos exploram, roubam o nosso sangue e suor e, fazem leis para legalizar a roubalheira. Infelizmente, neste país de bananas não existe um povo, existem escravos covardes.

    Curtir

  2. Tadeu Passarelli

    o fundo bilionário para “campanhas” é um ACINTE!!! desvio de granas. “Reforma” para pior… Nenhum presta, são todos bandidos nocivos… orcrim…

    Curtir

  3. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Reforma política sem a participação da sociedade brasileira é a mesma coisa que político legislando em causa própria. Fundo partidário não!

    Curtir

  4. Amyr Feitosa

    o assalto que era feito de forma indireta pelas empreiteiras repassadoras agora será direto na rabada do povo … o que este estúpido propõe é a legalização das quadrilhas travestidas controlando o poder.

    Curtir

  5. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Na eleição o político fala em Democracia, diz que quer nos representar e bibibi e bábábá. Mas quando chega ao poder legisla pensado no partido, na sua ideologia, nos amiguinhos, na família dele, no seu bolso, enfim, em causa própria. DEMOCRACIA É A VONTADE DO POVO. O QUE TEMOS NO BRASIL É UMA OLIGARQUIA, ISTO É, O GOVERNO DE POUCOS, SIM, OS POLÍTICOS.

    Curtir

  6. ESSE VICENTE NÃO VALE O EXCREMENTO QUE A MULHER DEFECA!!!!!

    Curtir

  7. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    “Reforma Política” pelos políticos para os políticos

    Curtir

  8. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Convoco mobilização e manifestação nas redes. Vamos nos manifestar!

    Curtir

  9. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Reforma Política sem a participação de quem paga as contas(a sociedade) não vale coisa alguma!

    Curtir