Mais Lidas

  1. Lewandowski interferiu em processo para ajudar o PT e a presidente Dilma

    Brasil

    Lewandowski interferiu em processo para ajudar o PT e a presidente...

Finlândia pretende expulsar dois terços dos refugiados que pediram asilo em 2015

- Atualizado em

Refugiados caminham para o centro de acolhimento de refugiados do Lappia-edifício em Tornio, no noroeste da Finlândia
Refugiados caminham para o centro de acolhimento de refugiados Lappia-edifício em Tornio, no noroeste da Finlândia(LEHTIKUVA / JUSSI NUKARI/AFP)

A Finlândia calcula que expulsará cerca de 20.000 das 32.476 pessoas que solicitaram asilo no país em 2015, já que elas não cumprem os requisitos necessários para obter o status de refugiados, informou nesta quinta-feira a imprensa local. O número, informado pela secretária do Ministério do Interior da Finlândia, Päivi Nerg, à emissora MTV3, representa 62% de todas as solicitações de asilo recebidas no ano passado - em 2015, chegaram à Finlândia nove vezes mais refugiados do que em 2014.

"Estimamos que serão expulsos cerca de 20.000 solicitantes (de asilo), embora o número possa variar dependendo de quantos queiram retornar ao seu país de origem voluntariamente", afirmou Nerg.

Leia mais:

Suécia informa que vai expulsar entre 60 e 80 mil refugiados

Até o momento, cerca de 4.000 pessoas que chegaram à Finlândia em 2015 retiraram seus pedidos de asilo de forma voluntária. Por isso, elas deverão retornar o mais rápido possível ao seu país de origem.

A secretária do Ministério do Interior admitiu que a Finlândia endureceu os critérios para a concessão de asilos após a chegada em massa de refugiados, a maior parte deles procedente do Iraque. "Cada decisão é tomada de forma individual. Se a condição de refugiado é genuína ou se existe realmente a necessidade de assistência internacional, então a Finlândia concederá o asilo", destacou Nerg.

Em 2014, o governo finlandês negou asilo a 56% dos 3.651 solicitantes por não cumprirem os requisitos estabelecidos no direito internacional.

Nesta quinta-feira, a Suécia anunciou que pretende expulsar entre 60.000 e 80.000 pessoas que tiveram suas solicitações de asilo negadas. Esse número representa quase metade dos 163.000 solicitantes de asilo no país em 2015, o número mais alto per capita em toda a Europa.

(Com EFE)

TAGs:
Finlândia
Refugiados