Mais Lidas

  1. Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo em favela do Rio de Janeiro

    Brasil

    Polícia tenta identificar bandidos que praticaram estupro coletivo...

  2. China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

    Economia

    China cria ônibus que 'passa por cima' de engarrafamentos

  3. STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma administrativa

    Brasil

    STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma...

  4. Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

    Entretenimento

    Família de Johnny Depp 'odiava' Amber Heard

  5. Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por várias pessoas’

    Entretenimento

    Ex-ator mirim sobre pedofilia em Hollywood: ‘Fui molestado por...

  6. Temer e os áudios: por que a Lava Jato preocupa também o governo interino

    Brasil

    Temer e os áudios: por que a Lava Jato preocupa também o governo...

  7. Relembre famosos que foram ameaçados por fãs

    Entretenimento

    Relembre famosos que foram ameaçados por fãs

  8. Em gravação, Renan orienta defesa de Delcídio sobre processo no Senado

    Brasil

    Em gravação, Renan orienta defesa de Delcídio sobre processo no Senado

Saiba como será o feriado no Rio durante a Rio+20

Para reduzir trânsito na cidade, escolas e parte do serviço público vão parar nos dias 20, 21 e 22 de junho. Comércio deve funcionar normalmente

- Atualizado em

Do Dona Marta, o Cristo Redentor fica mais próximo
Do Dona Marta, o Cristo Redentor fica mais próximo(Marcos Michael/VEJA)

O prefeito Eduardo Paes vai sancionar nesta sexta-feira o projeto de lei, de autoria do Executivo e aprovado ontem pela Câmara dos Vereadores, que declara feriado escolar nos dias 20, 21 e 22 de junho, durante a reunião de cúpula da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. Os estudantes das redes pública e privada vão desfrutar de um feriadão de cinco dias sem aulas, de quarta-feira a domingo.

ATUALIZADO: O feriado da Rio+20: como vai funcionar a cidade

A medida estende-se a todos os estabelecimentos educacionais, incluindo os de educação infantil e de ensinos fundamental, médio, técnico ou superior, bem como as creches e as escolas e cursos, de qualquer nível ou natureza, reconhecidos ou não. O funcionalismo público municipal terá ponto facultativo, exceto nos serviços essenciais. Já o comércio, no entanto, abrirá normalmente. Serviços públicos, como metrô, trem e Detran, ainda avaliam se adotarão horários especiais de funcionamento no feriado.

O feriado, que atende a um pedido da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, tem como objetivo reduzir o fluxo de trânsito nas sempre congestionadas ruas do Rio, para garantir agilidade e segurança no deslocamento dos chefes de estado e de governo convidados.

Fora do Rio - Além do feriado, a prefeitura tenta de tudo para esvaziar o tráfego na cidade, que tem hoje uma frota de cerca de 2,5 milhões de veículos. Um exemplo é a nova campanha do projeto Carioquinha, que oferece descontos em passeios turísticos na cidade. Esse ano, o modelo foi modificado para incentivar os cariocas a viajarem para o interior durante a Rio+20. O Carioquinha foi ampliado para dois meses e dividido em duas etapas: na primeira, de 4 de maio a 4 de junho, os descontos serão apenas na capital. Depois, de 5 de junho a 1º de julho, é a vez do interior. Para convencer os moradores do Rio a deixarem a cidade, são oferecidos descontos em hotéis de Búzios e Friburgo, por exemplo.

Conheça o calendário da Rio+20

info_veja
TAGs:
Rio de Janeiro
Rio+20