Trump chega à Arábia Saudita e recebe medalha de honra do rei

Esta é a parada inicial da primeira viagem internacional do presidente, que passará por Jerusalém, Belém, Roma, Bruxelas e Sicília.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chegou ao destino inicial de sua primeira viagem ao exterior, à Arábia Saudita, neste sábado. Recebido com pelo rei Salman bin Abdulaziz, o republicano foi condecorado com a medalha de honra Abdulaziz Al Saud, considerada a maior honraria civil do país, em cerimônia realizada na corte real em Riad.

O anfitrião declarou que Trump recebeu a homenagem em função de sua “missão para aumentar a segurança e estabilidade na região e em todo o mundo”. Outras autoridades como o presidente russo, Vladimir Putin, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, e o ex-presidente americano Barack Obama já receberam a medalha no passado.

Em sua visita à Arábia Saudita, Trump está acompanhado da primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, sua filha Ivanka e seu genro e conselheiro, Jared Kushner. O presidente se reunirá neste sábado com autoridades sauditas e no domingo pronunciará um discurso sobre o islã diante de quase cinquenta governantes árabe-muçulmanos. A visita a Riad é a primeira escala de uma viagem que também levará o republicano a Jerusalém, Belém, Roma, Bruxelas e Sicília.

Trump é o primeiro presidente desde Jimmy Carter, que governou até 1981, cujo primeiro destino no exterior não é o México ou o Canadá. Carter visitou a Inglaterra em maio de 1977. Até o momento, o chefe de Estado havia delegado todos os encontros internacionais para seus principais assessores e membros do Gabinete, entre eles o vice Mike Pence, que viajou duas vezes ao exterior, o assessor de segurança nacional H. R. McMaster e o secretário de Estado Rex Tillerson.

(Com Estadão Conteúdo e AFP)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Em 1973 os Estados Unidos estavam quebrado. Fizeram um acordo com a Arabia Saudita para que garantissem que todo comercio de petróleo no mundo fosse feita em dollar em troca de proteção a família Saudita. Isso e chamado de petrodollars e cria uma demanda para a moeda americana. Por causa disso os Estados Unidos podem emitir dinheiro sem lastro ( Fiat Dollars). Esse acordo e o que permite o crescimento dos Estados Unidos. E por isso que Trump esta na Arabia Saudita. E o único pais que pode destruir a economia americana. Tem dois países que tentaram vender petróleo em outras moedas, Iraque e Ira. Que coincidência. Na verdade a invasão do Iraque foi feita para reverter o comercio de petróleo em outras moedas. Se a ideia pega poderia afetar a economia americana.

    Curtir

  2. Helio Carneiro

    O lastro do dolar não se dustenta somente no petroleo da opep e sim de todo o comercio mundial que é feito em dólares.

    Curtir