Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia chinesa afirma ter capturado ‘Jack, o Estripador’ local

Gao Chengyong é acusado de ter estuprado, assassinado e mutilado onze mulheres e crianças ao longo de 14 anos

A polícia de uma província no noroeste da China acredita ter capturado o homem conhecido como “Jack, o Estripador chinês”, responsável pelo estupro e assassinato de onze mulheres e crianças, algumas delas encontradas com genitais extirpados, anunciou a imprensa estatal. A vítima mais nova tinha apenas 8 anos de idade.

Gao Chengyong, de 52 anos, foi detido na loja que administra ao lado da mulher em Baiyin, na província de Gansu, informou o jornal China Daily. Ele confessou os assassinatos, cometidos entre 1988 e 2002 em Gansu e na região vizinha da Mongólia interior, segundo o jornal, que cita o Ministério de Segurança Pública do país.

LEIA TAMBÉM:
Explosão em central elétrica mata ao menos 21 pessoas na China
Cão enfurecido ataca 23 pessoas e causa pânico na China

A primeira vítima, de 23 anos, foi encontrada em casa em agosto de 1988, com 26 facadas pelo corpo. De acordo com o jornal Beijing News, o primeiro filho de Gao nasceu naquele ano.

O autor dos crimes tinha como alvos mulheres vestidas de vermelho. Ele as seguia até suas casas para estuprá-las e matá-las, geralmente degolando as vítimas. Em alguns casos, o assassino mutilava as vítimas, cortando seios, mãos e orelhas, e retirava os órgãos genitais delas.

Gao Chengyong foi identificado por acaso, depois que um integrante de sua família, detido por um delito menor, teve uma mostra de DNA solicitada pela polícia. Os investigadores detectaram semelhanças com o DNA do assassino procurado há 28 anos e ordenaram exames em todos os homens da família.

(Com AFP)