Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Licença para caçar: o que se sabe sobre o atirador de Las Vegas

Stephen Paddock, de 64 anos, tinha autorização para caçar e pescar no Alasca; ele vivia em uma cidade que registra um homicídio por ano

Stephen Paddock, de 64 anos, responsável pelo maior ataque a tiros da história dos Estados Unidos, possuía uma licença datada de 2010 para caçar e pescar no estado do Alasca, o que lhe dava permissão para comprar armas legalmente. Ele matou 59 pessoas e deixou mais de 527 feridos ao abrir fogo contra a plateia do festival de música country “Route 91 Harvest”, realizado na cidade de Las Vegas, ao sul do estado de Nevada.

Paddock não tinha antecedentes criminais nem infrações de trânsito registradas em seu nome. Ele morava em Mesquite, uma cidade de aproximadamente 20.000 habitantes que também está localizada em Nevada. De acordo com dados da polícia local, Mesquite registra em média apenas um assassinato por ano.

O atirador viajou para Las Vegas com um arsenal. Ele estava hospedado no 32º andar do hotel-cassino Mandalay Bay desde 28 de setembro. Foi de dentro do quarto que Paddock disparou rajadas de tiros contra as pessoas que assistiam ao show do cantor Jason Aldean. As autoridades comunicaram que ele cometeu suicídio antes que a Swat, a força de elite da polícia americana, invadisse o local. No quarto, os agentes encontraram ao menos dez armas.

(Google Earth/Reprodução)

As motivações de Paddock são desconhecidas. Ele foi descrito como um “lobo solitário”, sem vínculos com organizações terroristas. Registros anteriores mostram que o atirador já havia morado nos estados do Texas, Califórnia e Flórida. A rede ABC News informou que Paddock possuía autorização para pilotar aviões privados e tinha trabalhado como um contador ou auditor.

O irmão do atirador, Eric Paddock, disse que seus familiares estavam perplexos com o ataque. “Não conseguimos entender o que aconteceu. Não sabemos absolutamente de nada. Eu não consigo imaginar [as motivações]”, afirmou Eric, segundo o jornal Orlando Sentinel.

Policiais foram à casa de Paddock em Mesquite para realizar buscas. A polícia também localizou Marilou Danley, que seria a namorada do atirador. Segundo a rede BBC, ela está fora dos Estados Unidos, nas Filipinas, já prestou depoimento e não é mais considerada suspeita para as investigações. A polícia acredita que Paddock estava utilizando a identidade de Marilou para dificultar o trabalho dos investigadores.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. 05/11/16 Trump Sofre Tentativa
    Assassinato Em Reno Nevada…
    20/01/17 Posse De Trump Com
    Country Music…
    23/08/17 Trump Recebido Sob
    Forte Protesto Em Reno Nevada
    Onde O Atirador Protestava…..
    02/10/17 O Mesmo Atira Contra
    Um Show Country Matando 59

    Curtir