Leões escapam de recinto em zoo da Alemanha; um deles foi morto

Motshegetsi ficou muito agitado mesmo depois de ser atingido pelo dardo tranquilizante

Dois leões escaparam da área onde vivem os felinos no zoológico de Leipzig, na Alemanha, antes da abertura do local ao público na manhã desta quinta-feira. Um deles foi recapturado, mas o outro teve de ser morto a tiros por funcionários.

Pouco antes de 8h do horário local, os leões Majo e Motshegetsi conseguiram pular o fosso que delimita a área dos grandes felinos e se esconderam em uma parte de vegetação fechada do parque. Eles haviam sido transferidos para Leipzig de um zoológico em Basel, na Suíça, há apenas um mês, segundo a rede BBC.

LEIA TAMBÉM:
Projeto no Canadá pode causar sacrifício de centenas de cães
Urso polar “mais triste do mundo” pode ganhar nova casa
Golfinho dócil vira ‘bicho de estimação’ de crianças alemãs

Cerca de quarenta funcionários conseguiram capturar Majo três horas depois, mas Motshegetsi permaneceu muito agitado mesmo após ser atingido pelo dardo tranquilizante e acabou baleado. “Foi um final muito, muito triste”, disse Joerg Junhold, diretor do zoológico. “Mas, neste caso, a segurança das pessoas tem de ser prioridade”.

Segundo Junhold, o recinto dos leões no zoológico de Leipzig, que permaneceu fechado nesta quinta-feira, existe há quinze anos. O diretor afirmou que nunca houve problema, mas a segurança do local será revista. Em 1913, seis leões escaparam da área dos felinos naquele zoológico e, após uma longa caçada, todos os animais foram mortos, reportou o jornal Leipziger Volkszeitung.