Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Projeto no Canadá pode causar sacrifício de centenas de cães

Se aprovada, lei pode resultar na morte por eutanásia de centenas de animais em Montreal

Os vereadores de Montreal, no Canadá, devem votar nesta segunda-feira a proibição de cães da raça pitbull na cidade. Se aprovada, a lei municipal imporá regras rigorosas aos atuais proprietários de cachorros da raça, incluindo obrigatoriedade da castração do animal, além do pagamento de taxa de registro.

A aprovação da lei, apoiada pelo prefeito da cidade, Denis Coderre, resultará na proibição de novos pitbulls nos dezenove bairros de Montreal. A taxa de registro por animal, segundo o projeto, seria de 150 dólares canadenses, equivalente a 370 reais. Cada residência poderia ter, no máximo, dois cachorros de raça considerada perigosa, com exceção feita a proprietários com uma licença especial.

LEIA TAMBÉM:
Papa cumprimenta cachorro que ajudou vítimas de terremoto
Bombeiros resgatam cachorro 9 dias após terremoto na Itália

A Sociedade para a Prevenção de Crueldade com Animais (SPCA), agência de proteção animal da cidade, informou na semana passada que deixará de atuar na cidade caso a nova legislação seja aprovada. Segundo a agência, a lei pode resultar na morte de centenas de cães, uma vez que pessoas de baixa renda e moradores de rua não conseguiriam arcar com os encargos previstos no projeto de lei e abandonariam os animais. “Eventualmente, seríamos forçados a sacrificar centenas de cães saudáveis”, disse à rede CBC Benoit Tremblay, diretor executivo da SPCA.

Em 2015, a cidade registrou 3.062 vítimas de mordidas de cachorros, sendo que 37% dos ataques foram cometidos por pitbulls. A proposta que será votada nesta segunda-feira foi anunciada em junho após uma série de ataques, entre eles o que resultou na morte de Christiane Vadnais, de 55 anos.

Defensores dos direitos do animais e moradores contrários ao projeto de lei afirmam que proibir uma raça de cachorro não é uma medida eficaz para reduzir o número de ataques. Em vez disso, eles pedem uma combinação de normas, educação e punição para donos irresponsáveis.

Cães da raça pitbull são proibidos na província de Ontario desde 2005 e em diversas cidades canadenses, como Winnipeg. Em Quebec, a possibilidade vem sendo discutida e a cidade estuda adotar a medida.

A votação em Montreal está marcada para a noite desta segunda-feira, mas pode ser adiada para a terça-feira, reportou a emissora local CTV.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. precisava fazer isso no Brasil

    Curtir

  2. Luiz Carlos Bittencourt

    Os proprietários sempre alegam que “não é a raça, é a forma de criar”, mas o índice sempre significativamente maior confirma que “é sim a raça que é mais agressiva”.

    Curtir

  3. Ex-microempresário

    Notícias com a palavra “pitbull” sempre tem muito impacto, por isso a imagem. Quem é mordido por um animal de porte menor muitas vezes não conta, por vergonha e orgulho.
    Por outro lado, se acabassem com muitas das raças caninas incentivando a mestiçagem, teríamos animais mais saudáveis. Os cruzamentos consanguíneos necessários para fortalecer as características da “raça pura” produzem espécimes geneticamente defeituosos.

    Curtir