Explosões atingem comboio de ônibus perto de Alepo, na Síria

Os veículos transportavam refugiados internos evacuados de locais sitiados. Ao menos 100 pessoas morreram

Pelo menos 100 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em um atentado com carro-bomba próximo à cidade de Alepo, na Síria. O ataque atingiu um comboio de ônibus de mais de 5.000 refugiados internos que esperavam para entrar na cidade após terem sido evacuados de locais cerceados pelo regime de Bashar Assad e por grupos rebeldes.

Imagens publicadas pela imprensa estatal mostraram o que parecia ser o local após a explosão, com corpos espalhados pelo chão e focos de incêndio com grandes colunas de fumaça negra. Os ônibus estavam escuros devido à explosão e suas janelas estavam quebradas.

A explosão ocorreu na área de Rashidin, nos arredores de Alepo, onde dezenas de ônibus carregando principalmente moradores de vilarejos que estavam sendo evacuados desde sexta-feira e esperavam para entrar na cidade

As pessoas estavam sendo transferidas das cidades sitiadas sírias de Madaya, Al Zabadani, Fua e Kefraya, em aplicação de um acordo para pacificar estas localidades. O acordo de evacuação, alcançado no final de março entre o grupo xiita Hezbollah e Irã, aliados do Governo, e a facção síria Exército da Conquista, procura pôr fim aos sítios de ambos os lados, da mesma forma que outros pactos similares anteriores.

(Com EFE e Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    Rebeldes matando civis.

    Curtir

  2. Provavelmente Cristãos mortos, uma vez que a limpeza etnica tem sido escondida do ocidente cristão pela imprensa comunista.

    Curtir