Estudantes mexicanos promovem debate sem Peña Nieto

O movimento estudantil do México YoSoy132 confirmou nesta sexta-feira a realização na próxima terça-feira de um debate entre os candidatos à presidência do país sem Peña Nieto, aspirante do Partido Revolucionário Institucional (PRI) e favorito nas pesquisas.

“Vai ser terça-feira às oito da noite (22h00 de Brasília) na Comissão de Direitos Humanos do Distrito Federal”, no sul da Cidade do México, disse à AFP Rodrigo Serrano, porta-voz da Universidade Iberoamericana na assembleia do YoSoy132.

“Já está confirmada a participação de três candidatos, exceto Peña Nieto”, completou.

Os estudantes contam com o compromisso de Andrés Manuel López Obrador, da coalizão de esquerda Movimento Progressista, assim como de Josefina Vázquez Mota, do governista Ação Nacional (PAN, direita), e Gabriel Quadri, do minoritário Aliança Nacional (Panal).

O debate, explicou Serrano, será dividido em três partes: a primeira constará de perguntas aos candidatos escolhidas pela YoSoy132, a segunda será uma mesa redonda entre os candidatos sobre dois temas a serem definidos e a terceira serão duas perguntas a cada participante propostas e votadas pelo público através de uma página da internet.

O evento será transmitido pela internet através do Youtube e pelos meios de comunicação que quiserem usar as imagens.

O candidato do PRI rejeitou participar do debate, já que “disse que não considera que haja condições de imparcialidade”, informou Serrano, cujo movimento declarou-se contrário a Peña Nieto e denuncia uma suposta aliança deste com os principais veículos da imprensa do país para levá-lo à presidência.

No entanto, o porta-voz estudantil disse que “estava assegurada a imparcialidade durante o debate”, e destacou que, diferentemente do que o aspirante do PRI declarou, não há “vontade política” de diálogo.