Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cinco rebeldes mortos em atentado frustrado em Cabul

Cinco rebeldes que planejavam um ataque suicida em Cabul foram mortos pelas forças de segurança nesta quinta-feira, segundo um dirigente afegão.

Após o tiroteio, dois rebeldes permaneciam entrincheirados em uma casa, que está cercada pela polícia, informou Lutfullah Mahsal, da Direção Nacional de Segurança.

Um porta-voz da Otan no Afeganistão confirmou “um incidente desta natureza em andamento em Cabul”, sem dar detalhes.

“Um grupo de insurgentes com explosivos presos ao corpo, lança-foguetes e metralhadoras planejava tomar um prédio na zona de Sar-i-Naw de Cabul”, disse Mahsal.

Após receber informação da Inteligência, as forças de segurança realizaram uma operação contra uma casa no bairro de Pul-e-Charkhi, no leste da capital, onde ocorreu o tiroteio”.

“O confronto teve início de madrugada e até o momento cinco rebeldes já morreram e outros dois estão resistindo”, assinalou Mahsal, destacando que na casa foi encontrada uma caminhonete carregada com explosivos.

No dia 15 de abril passado, no maior ataque coordenado desde o início da guerra no Afeganistão, há dez anos, três esquadrões de rebeldes suicidas ocuparam posições em um prédio em construção, de onde dispararam contra repartições do governo afegão, embaixadas e instalações militares.

O ataque de abril durou 17 horas e deixou 51 mortos, incluindo os 36 rebeldes envolvidos na operação.

A Otan mantém cerca de 130 mil soldados no Afeganistão, que ajudam o governo local a enfrentar os rebeldes talibãs e os combatentes da rede Al-Qaeda.