Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vôlei: Venturini revela fim de parceria entre Unilever e Rio

Ex-levantadora contou, em entrevista a TVEJA, que empresa deixará de patrocinar a equipe dirigida por Bernardinho depois de 20 anos

A ex-jogadora de vôlei Fernanda Venturini revelou nesta segunda-feira, em entrevista ao Papo de Esporte, de TVEJA, que a Unilever deixará de patrocinar a equipe feminina do Rio de Janeiro, dirigida por seu marido, Bernardinhodepois de vinte anos. “Está saindo neste ano, é uma pena, depois de vinte anos. A Unilever, Rexona-Sesc esse ano, vai sair quando acabar esse ano. Foram vinte anos sensacionais, uma empresa fantástica”, revelou.

Fernanda Venturini

Fernanda Venturini durante o Papo de Esporte (Heitor Feitosa/VEJA.com)

A equipe se pronunciou no fim da tarde desta terça sobre o fim da parceria mais vencedora do vôlei feminino brasileiro. “Está no DNA da Unilever apoiar ações sustentáveis. Por isso, ao longo desta última temporada, colaboramos com a sucessão de patrocínio da equipe, passando o bastão para o Sesc Rio. Seguimos acreditando no esporte, no impacto positivo que ele traz à sociedade, e compartilhamos dos mesmos valores. É muito gratificante constatar que construímos, juntos, o time mais vencedor da história do vôlei brasileiro e transformamos a vida de mais de 100 mil crianças e adolescentes”, afirmou Julio Campos, vice-presidente de vendas da Unilever.

Desde a criação do time, em 1997, ainda na cidade de Curitiba, a Unilever (que atuou muitos anos sob o nome de Rexona) conquistou onze títulos da Superliga (1998, 2000, 2006, 2007, 2008, 2009, 2011, 2013, 2014, 2015 e 2016), treze títulos estaduais, entre outras conquistas.

Nesta temporada, a Unilever firmou parceria com o Sesc tanto nas equipes masculinas quanto femininas. O time dirigido por Bernardinho fez a melhor campanha da primeira fase – com 21 vitórias e apenas uma derrota – e vai enfrentar o Pinheiros nas quartas de final.

Acompanhe a entrevista de Fernanda Venturini, histórica levantadora da seleção brasileira, no Papo de Esporte (o trecho sobre o fim da parceria com o Unilever começa aos 19 minutos):